BMW lança app de partilha de carros ReachNow

AppsMobilidadeSmartphones

A BMW acaba de lançar em Seattle o seu novo serviço ReachNow, que permite aos utilizadores procurarem e alugarem um carro nas proximidades através de uma aplicação. É uma solução semelhante à joint-venture DriveNow, que estabeleceu com a Sixt e está disponível em várias cidades europeias.

Mas este serviço terá várias vertentes. O consumidor pode alugar um carro por umas horas, estender esse aluguer por mais tempo ou pedir um carro com condutor profissional. Por outro lado, um membro também pode disponibilizar o seu BMW para alugar.

A app está disponível na App Store e Google Play e o principal serviço permite aos utilizadores localizarem e reservarem o carro BMW que estiver mais próximo. Depois de o utilizarem, poderão devolvê-lo deixando-o em qualquer local de estacionamento legal.

A parceira tecnológica da BMW é a RideCell, especialista em software para mobilidade-como-serviço. A plataforma permite ao ReachNow escalar e lançar novos serviços, adaptando-se à procura e aos vários níveis de preço.

O serviço vai chegar a mais dez cidades norte-americanas, anunciou Peter Schwarzenbauer, membro do conselho de administração da BMW AG, no evento de lançamento do ReachNow em Seattle. Será um desafio para a Uber, Lyft e outros serviços de transportes que se centram no uso de aplicações. Em Portugal, a rede Mobiag oferece um serviço semelhante.

A BMW explica que a intenção é oferecer um serviço “premium”, com registo rápido e processo de aprovação quase instantâneo, em dois minutos ou menos. A frota inicial terá 370 veículos com vários modelos, incluindo i3, 3 Series e MINI Cooper.

“Estamos a assistir a um período extremamente excitante no desenvolvimento da indústria automóvel”,  disse Peter Schwarzenbauer, membro do conselho de administração da BMW AG, no evento de lançamento do ReachNow, em Seattle. “Os nosso clientes esperam soluções descomplicadas e rápidas para as suas necessidades de mobilidade, em especial nas regiões metropolitanas”, afirmou. A intenção da empresa é cimentar a marca ReachNow no segmento de “mobilidade on-demand”.

“Com este serviço, capitalizamos no bem sucedido modelo de negócio do DriveNow e trazêmo-lo para um nível acima”, sublinhou.

Os preços serão 49 cêntimos por minuto de utilização e 30 cêntimos por minuto enquanto estiver estacionado. O registo para entrada na rede é pago de uma vez, 39 dólares, depois do período promocional. O máximo é 50 dólares por 3 horas, 80 por 12 horas e 110 por 24 horas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor