Blockchain: Portugal junta-se a Israel e à região Nórdica

Inovação

A Aliança Portuguesa de Blockchain anunciou que assinou protocolos com a associação Israelita e Nórdica de Blockchain, sendo agora parceiros da Aliança.

A Aliança Portuguesa de Blockchain anunciou que assinou protocolos com associações de Blockchain internacionais. A associação Israelita e Nórdica passam a fazer parte da Aliança Portuguesa de Blockchain enquanto parceiros internacionais.

Como resultado destes acordos, foram estabelecidas parcerias a longo prazo e a execução de projetos conjuntos entre as entidades. Estes projetos podem incluir o desenvolvimento e a execução de projetos de investigação, aceleração e consultoria de programas, eventos e cursos educacionais para startups, empreendedores e empresas de Blockchain, para além da partilha de conhecimento e recursos relativos a Blockchain.

Este acordo também pressupõe o fornecimento de instrumentos, aconselhamento e recursos para ajudar as startups a comercializar com sucesso as suas ideias e soluções Blockchain entre a Aliança Portuguesa de Blockchain e a Israeli Blockchain Association e a Nordic Blockchain Association.

“A assinatura de dois protocolos com entidades internacionais é importante para a Aliança pelas redes de cooperação e conhecimento que se criam. Com isso, trazemos as experiências evidenciadas noutras realidades para Portugal”, comenta Rui Serapicos, Embaixador da Aliança Portuguesa de Blockchain. “Israel é um dos países mais avançados tecnologicamente e são notórios os vários casos de empresas de tecnologia que são adquiridas por gigantes mundiais. Do mesmo modo, é reconhecido o avanço tecnológico da região nórdica e é, para nós, um orgulho assinar estes memorandos com as duas organizações”.

De relembrar que, para além destas duas entidades internacionais, estão envolvidas na Aliança estão a Abreu Advogados, AICEP, AMA, Associação Portuguesa de Seguradores, BCSD Portugal, Católica Lisbon School of Business & Economics, CIONet, EMEL, Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho, Escola de Engenharia da Universidade do Minho, Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, Faculdade de Economia da Universidade do Porto, Fidelidade, IAPMEI, IBM, ISEG – Lisbon School of Economics & Management, IP Telecom, PME Investimentos, Porto Business School, REN, Universidade Lusófona e Vodafone.