Blizzard pode ter pago para não se usar bots nos jogos

Software

Apesar da Blizzard, e outras empresas, banirem os jogadores que usem bots, a empresa pode ter pago para que as vendas do “bot” Honorbuddy fossem proibidas na Alemanha. Muitos jogadores de Massive Multiplayer Online Real-Playing Game (MMORPG) utilizam “bots” para encontrar itens específicos ou para acumular matérias-primas para serem posteriormente vendidas. Os “bots” são pequenos

Apesar da Blizzard, e outras empresas, banirem os jogadores que usem bots, a empresa pode ter pago para que as vendas do “bot” Honorbuddy fossem proibidas na Alemanha.

blizzard-officeMuitos jogadores de Massive Multiplayer Online Real-Playing Game (MMORPG) utilizam “bots” para encontrar itens específicos ou para acumular matérias-primas para serem posteriormente vendidas.

Os “bots” são pequenos programas robôs que se fazem passar por jogadores humanos mas que são controlados pelo computador.

De acordo com uma notícia publicada no site “Ubergizmo”, está a decorrer num tribunal alemão um processo judicial entre a Blizzard e a Bossland GmbH, uma empresa que desenvolveu um “bot” denominado “Honorbuddy” e que tem sido utilizado no jogo “World of Warcraft”.

Em maio deste ano, o tribunal decidiu que, mediante o pagamento de 650 mil euros por parte da Blizzard, as vendas do “bot” em questão seriam proibidas na Alemanha.

Apesar de não haver confirmação oficial, tudo leva a crer que a Blizzard terá pago esse valor durante esta semana.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor