BlackBerry despede 200 trabalhadores em novo corte de custos

EmpregoGestãoMobilidadeSmartphones

Os problemas da BlackBerry continuam a amontoar-se e não há estratégia que pareça resultar para inverter a crise da fabricante de smartphones. A marca confirmou este fim de semana que vai despedir mais 200 trabalhadores.

Neste momento, não é conhecida ao certo a dimensão dos quadros da fabricante de smartphones; em fevereiro do ano passado, tinha 6225 colaboradores. No entanto, sabe-se que uma das pessoas que está de saída é o histórico executivo Gary Klassen, que inventou o serviço BB Messenger.

Os despedimentos vão afetar sobretudo os quadros da sede, em Waterloo, Canadá, com mais 75 pessoas a serem mandadas embora na Flórida. A BlackBerry confirmou a vários meios a medida de corte de custos, contrariando ainda assim uma notícia avançada pelo site MobileSyrup, que apontava para cerca de mil despedimentos.

“À medida que a BlackBerry continua a executar o seu plano de recuperação, mantemo-nos focados em impulsionar eficiências na nossa força de trabalho global”, explica a empresa num comunicado enviado a várias redações, incluindo o site The Verge. “Isto significa encontrar novas formas de nos ajudar a capitalizar nas oportunidades de crescimento, ao mesmo tempo almejando a rentabilidade sustentável em todas as partes do nosso negócio”, continua o comunicado. “Como resultado, um pequeno número de empregados sofreu o impacto em Waterloo e Sunrise, Flórida.”

Um ponto interessante é que a BlackBerry diz que continua a recrutar – mas para outras áreas de negócio, aquelas que vão levar a um crescimento sustentável no futuro. “Para os empregados que deixaram a empresa recentemente, sabemos que trabalharam muito em prol da nossa organização e estamos gratos pelos seus compromissos e contributos.”

Talvez uma dessas áreas seja o Android, e outra a da Internet das Coisas. A empresa não avançou pormenores nem comentou para lá da confirmação dos despedimentos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor