BlackBerry desaponta mercado com nova queda nas vendas

EmpresasMobilidadeNegóciosSmartphonesSO
0 0 Sem Comentários

A BlackBerry não conseguiu cumprir as expectativas do mercado no seu quarto trimestre fiscal, que terminou a 29 de fevereiro. As vendas de smartphones caíram para menos de metade do que tinha conseguido no mesmo período do ano passado.

De acordo com os resultados divulgados hoje, a BlackBerry vendeu apenas 600 mil unidades neste trimestre, contra os 1,3 milhões que tinha vendido no período homólogo. A má notícia está a provocar uma derrapagem forte nas ações da marca canadiana, que tombam 8% em bolsa.

Um dos principais problemas, segundo explicou o CEO John Chen na conferência com analistas, é que a BlackBerry não conseguiu fechar acordos substanciais com grandes operadoras, de modo a garantir uma distribuição forte do seu smartphone Android, Priv. Esta é, aliás, a grande esperança dos investidores para a empresa – embora Chen tenha reiterado recentemente que pretende continuar a suportar o sistema operativo proprietário, BlackBerry OS. No entanto, não há planos de novos smartphones com BBOS para este ano,

As receitas do trimestre caíram assim 30% para apenas 464 milhões de dólares, ou 408 milhões de euros. Já as perdas por ação ficaram pelos três cêntimos, o que ainda assim é menos mau que os 10 cêntimos previstos pelos analistas. Cada título da marca vale hoje 7,38 dólares, uma desvalorização de mais de 20% desde o início do ano.

Chen continua empenhado na sua reestruturação da BlackBerry, pretendendo que se torne numa empresa com estruturas pequenas, capaz de vender 5 milhões de smartphones por ano e com grande foco em software. A marca está envolvida no mercado de sistemas para automóveis, com o SO QNX, e a investir na Internet das Coisas, mas a já frágil posição no mercado móvel deixou o mercado ainda mais cético de que o CEO consiga operar a transição de forma bem sucedida.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor