Bizdirect cresceu dois dígitos internacionalmente [atualizado]

Negócios

As receitas da Bizdirect subiram 20 por cento no último ano fiscal, alcançado os 35,2 milhões de euros. Neste período, o volume de negócios internacionais da empresa portuguesa chegou aos 4,3 milhões de euros, representando 12 por cento da totalidade das receitas. Diz o diretor financeiro da Bizdirect, Sapna Govindji, que o crescimento do volume

As receitas da Bizdirect subiram 20 por cento no último ano fiscal, alcançado os 35,2 milhões de euros. Neste período, o volume de negócios internacionais da empresa portuguesa chegou aos 4,3 milhões de euros, representando 12 por cento da totalidade das receitas.

digital business negóciosDiz o diretor financeiro da Bizdirect, Sapna Govindji, que o crescimento do volume de negócios foi impulsionado pelo fortalecimento dos gastos em TI por parte das grandes empresas portuguesas.

O ano de 2014 foi também marcado pela inauguração do Centro de Competências da Bizdirect, em Viseu, que, para além de potenciar a parceria com a Microsoft, dedica-se ao desenvolvimento de tecnologia da gigante norte-americana e permite à empresa portuguesa solidificar a sua estratégia de expansão internacionalização.

A Bizdirect conseguiu também durante o ano passado conquistar cinco novos clientes, que a ajudaram a solidificar a sua presença no teatro internacional. Ademais, a empresa portuguesa gere mais de 190 contratos de licenciamento de software.

Por outro lado, o negócio de prestação de serviços da Bizdirect cresceu 28 por cento, comparativamente ao ano fiscal de 2013, “devido ao reposicionamento estratégico da oferta da empresa, com reforço nas áreas de soluções e serviços”, diz a empresa.

João Mira Santiago, diretor-geral da Bizdirect, revela que para 2015 os planos da empresa passam pela ampliação internacional do negócio de serviços e de soluções, “muito alinhados”, diz o executivo, “com o processo de transformação em curso na oferta da Microsoft e alavancado pelo Centro de Competências Bizdirect”.

A empresa vai procurar adquirir clientes no mercado europeu mediante um modelo de venda que “focado em competências”. Adicionalmente, a Bizdirect vai continuar a avolumar a sua carteira de parceiros estratégicos, a apostar nas capacidades das suas equipas e procurar conservar a sua base de clientes.

“Em 2014 reforçamos a nossa aposta no mercado internacional. O lançamento do nosso Centro de Competências em Viseu foi, sem dúvida, um dos motores da projeção da Bizdirect nos mercados externos, pelo que a nossa aposta neste projeto continuará a ser estratégica em 2015 e alinhada com o processo de internacionalização do grupo em que estamos inseridos”, comentou o CEO, em declarações à B!T.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor