Bitcoin perde valor depois de proibição do Facebook

EmpresasFinançasNegócios

A maior criptomoeda do mundo, a Bitcoin, viu o seu valor descer 11% depois do Facebook ter banido os anúncios a criptomoedas. O valor da criptomoeda foi também afetada pela crescente preocupação sobre possíveis imposições regulatórias.

A maior criptomoeda do mundo, a Bitcoin, viu o seu valor descer 11% depois do Facebook ter banido os anúncios a criptomoedas. O valor da criptomoeda foi também afetada pela crescente preocupação sobre possíveis imposições regulatórias.

Numa publicação no seu site esta semana, o Facebook anunciou que iria banir todos os anúncios que “promovam produtos e serviços financeiros que são frequentemente associados a práticas promocionais enganadoras, como as opções binárias, initial coin offerings [ICO] e criptomoedas”.

Este anúncio fez com que o valor das moedas virtuais descesse. Na Bitstamp, uma das principais casas de compra e venda de criptomoedas, a Bitcoin chegou a valer 9.022 dólares, mais de metade do valor máximo que a moeda virtual atingiu em dezembro, quando chegou a valer perto de 20 mil dólares.

Durante a última quinta-feira, não foi só a Bitcoin a sofrer; também o Ripple, a terceira maior criptomoeda em termos de valor de mercado, e a Bitcoin Cash registaram um declínio de dois dígitos. A Ethereum, por outro lado, registou uma ligeira melhoria.

A explosão que o mercado sofreu no último ano preocupou os reguladores que acreditam que o setor está a ser usado como especulação. As autoridades afirmam que as moedas virtuais são utilizadas para lavagem de dinheiro e a Índia prometeu esta quinta-feira eliminar a utilização de criptomoedas.

O ministro das finanças indiano afirmou que o seu governo irá tomar “todas as medidas” para que as criptomoedas parem de “financiar atividades ilegítimas ou como parte de um sistema de pagamento”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor