BI4ALL inaugura Centro de Nearshore e anuncia crescimento de 52% em 2016

Big DataBusiness IntelligenceData-StorageGestãoResultados

Esta quarta-feira, no Hotel Real Palácio em Lisboa, José Oliveira, CEO da BI4ALL, apresentou os resultados financeiros de 2016 da empresa e anunciou a inauguração do Centro de Nearshore, que acontece hoje às 18h00.

José Oliveira revelou que a empresa cresceu 52% em 2016 ante o ano anterior e que chegou aos 7 milhões de euros de volume de negócios, com resultados líquidos de 703 mil euros.  Já o EBITDA aumentou 140%, o que demonstra uma posição forte no mercado. Para 2018, as perspetivas são de um aumento do volume de negócios para 10 milhões de euros.

O mercado internacional foi claramente um dos motores dos bons resultados da tecnológica e cresceu 90% de 2015 para 2016. O valor total do volume de negócios da área de negócio internacional aumentou de 1,4 milhões para 2,6 milhões de euros.  Esta fatia corresponde a 38% da facturação da companhia que tem, ainda, no mercado nacional o grosso da sua atuação. Em Portugal, a facturação aumentou de 3,2 milhões para 4,4 milhões de euros de um ano para o outro.

O CEO da Bi4ALL indicou que Portugal vive um claro problema relacionado com o valor do custo dos serviços, que têm baixado constantemente. “Temos um problema de valorização dos serviços de consultoria na nossa área”, afirmou.

Assim, a empresa está trabalhar numa estratégia que visa um aumento da internacionalização e espera conseguir que os negócios desse mercado ultrapassem o valor da faturação nacional dentro de 2 anos.

“Fizemos uma aposta de visibilidade nos mercados internacionais, estivemos na Suécia, porque abrange os países do norte da Europa, estivemos em Londres no evento da Gartner e vamos estar na Suiça.” referiu o executivo.

O melhor cliente é o Grupo Johnson & Johnson com o qual, a companhia fechou um contrato de Global Services, a nível mundial. “Só nesse cliente tencionamos quase duplicar a faturação”, indicou José Oliveira.

A grande novidade é a abertura do Centro de Nearshore que acontece hoje. O espaço que ocupa um dos pisos da sede, tem 450m2 e já lá trabalham, desde esta segunda-feira, 50 colaboradores mas, um dos objetivos é chegar aos 100. Este centro serve já 3 clientes internacionais e faz parte de “uma estratégia muito orientada para o internacional.”

Estes centros são uma mais-valia porque permitem “partilha de conhecimento” e a “criação de dinâmicas que de outra forma não eram possíveis”, isso traz benefícios, quer à empresa, quer aos seus clientes.

José Oliveira referiu que não está prevista a abertura de escritórios fora de Portugal, para já, e que a expansão será feita através de parcerias. Neste momento, já colaboram com 10 software houses e  5 desenvolvedores de negócio, em Espanha, Reino Unido, Bélgica e nos Países Nórdicos.

A nível de mercado, a empresa tem uma presença muito grande, além de Business Intelligence, na área do Big Data, que hoje em dia já é um conceito muito mais claro, refere o executivo. A BI4ALL actua em vários setores de atividade mas os mais fortes são o Farmacêutico, as Telecomunicações, Banca , Seguros e Transportes, em que trabalha com a TAP.

Mas o responsável considera que o mais importante ativo são as pessoas e a valorização dos colaboradores, assuntos que estão sempre na agenda estratégica da tecnológica. Assim, a companhia tem 150 funcionários mas este ano espera chegar, ou até mesmo ultrapassar, os 160. A formação e certificação são apostas fortes e um “forte diferenciador no mercado.” 

No entanto, a contratação e retenção de talentos não é tarefa fácil e exige um grande esforço que começa logo nas universidades, com quem a BI4ALL tem algumas parcerias.

Além disso, a satisfação do cliente é o foco principal da empresa que tem uma taxa de 98% e que se mantém estável ao longo dos anos, de acordo com o seu CEO. São cerca de 250 clientes, presentes em todo o mundo, e mais de 450 projetos desenvolvidos, que têm feito da consultora portuguesa um caso de sucesso no panorama nacional e internacional na área de Business Intelligence.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor