BGUESTNOW recebe investimento da Portugal Ventures

AppsMobilidade

A startup dedicada ao setor do turismo foi a escolhida para receber um investimento da Portugal Ventures com o objetivo de estender a sua aplicação móvel a mais unidades hoteleiras. A BGUESTNOW ficou em segundo lugar na edição do Lisbon Challenge do último ano. Depois de se ter destacado numa competição em que participaram cerca

A startup dedicada ao setor do turismo foi a escolhida para receber um investimento da Portugal Ventures com o objetivo de estender a sua aplicação móvel a mais unidades hoteleiras. A BGUESTNOW ficou em segundo lugar na edição do Lisbon Challenge do último ano.

viagens turismo

Depois de se ter destacado numa competição em que participaram cerca de 400 startups portuguesas, a BGUESTNOW volta a ser alvo de atenções graças a um investimento da Portugal Ventures. A empresa irá ajudar a startup a melhorar o seu atual produto e aconselhar relativamente ao processo de internacionalização.

O produto em causa é uma aplicação que promete aumentar o nível de satisfação dos clientes de hotéis. O B-Guest é descrito como um concierge inteligente que possibilita, entre outras funcionalidades, reservar restaurantes, pedir serviço de quarto ou marcar tratamentos de spa. Tudo através do smartphone ou tablet.

Os criadores desta aplicação acreditam que este tipo de ferramenta reduz o tempo de espera e eventuais frustrações por parte dos hóspedes que podem, deste modo, tratar de todos os assuntos com as suas próprias mãos.

Para isto, a app utiliza um algoritmo que oferece também sugestões personalizadas para cada utilizador tendo em conta fatores como o tipo de viagem, a hora do dia ou o estado meteorológico.

Neste momento, o B-Guest está presente em oito hotéis e poderá ser integrado em qualquer sistema de gestão, de acordo com a BGUESTNOW. José Vieira Marques, CEO da startup, afirma que “este investimento da Portugal Ventures vem numa altura crucial para acelerarmos o desenvolvimento do nosso produto bem como do processo de internacionalização. Esta é uma área com um enorme potencial e com um mercado gigantesco, que está a começar a despertar a atenção de grandes players mundiais, pelo que o nosso time to market é crítico.”


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor