Batalha entre Apple e Google chega às apps de jogos

MobilidadeSOSoftware

Os dois fabricantes estão a lutar para conquistar a atenção dos criadores de jogos para a área de mobilidade. O objetivo tanto da Apple como da Google é fazer com que estas apps estejam disponíveis em exclusivo nas suas lojas nos primeiros meses, chegando à concorrência apenas algum tempo depois. Em troca, oferecem lugares de

Os dois fabricantes estão a lutar para conquistar a atenção dos criadores de jogos para a área de mobilidade. O objetivo tanto da Apple como da Google é fazer com que estas apps estejam disponíveis em exclusivo nas suas lojas nos primeiros meses, chegando à concorrência apenas algum tempo depois. Em troca, oferecem lugares de destaque na App Store e na Google Play.

apps

Este é mais um passo que mostra o quão determinada está a Apple a contrariar a hegemonia do Android da Google. Recorde-se que a empresa fundada por Steve Jobs tornou-se automaticamente líder de mercado com a introdução do iPhone em 2007, mas nos últimos anos perdeu essa liderança devido às vendas crescentes de smartphones com sistema operativo Android por parte de outros fabricantes (com a Samsung a liderar o movimento). Agora, a batalha que opõe Apple e Google pelo domínio do mercado de mobile estende-se à lucrativa área de aplicações de videojogos.

Diga-se que a Apple tem conseguido atrair a maioria das novas aplicações primeiro. Segundo os fabricantes de jogos, isto deve-se, em grande parte, ao facto de ser mais fácil criar para o sistema operativo iOS. Contudo, o iOS está presente em menos dispositivos, já que o Android tem uma maior quota de mercado, embora se apresente muito fragmentada, pois é executado numa ampla gama de smartphones.

Assim, conforme reconhece o The Wall Street Journal, hoje assiste-se a uma espécie de cortejo por parte dos dois players aos programadores, com o intuito de garantir que os títulos mais aguardados são lançados em primeira mão nos seus dispositivos, prometendo-lhes, em troca, um lugar de destaque nas lojas de aplicações e listas de seleção. E é neste aspeto que a Apple tem vindo a destacar-se.

Por exemplo, a empresa da ‘maçã’ alcançou um acordo com a Electronic Arts para promover o jogo ‘Plants vs Zombies 2’ num local prioritário da sua App Store. Foi acordado um período de exclusividade de dois meses, pelo que o título apenas esteve disponível na Google Play após o final desse período.

Um acordo semelhante foi alcançado com a ZeptoLab para promover a saga ‘Cut the Rope’, que chegou à loja da Apple primeiro e apenas foi disponibilizada na Google Play três meses depois.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor