Bancos dos EUA são os novos alvos dos hackers

Segurança

O FBI e os Serviços Secretos norte-americanos estão a investigar uma série de ataques cibernéticos divulgados recentemente pelos meios de comunicação social e que têm assolado inúmeras entidades bancárias nos Estados Unidos. Apesar das entidades governamentais não terem identificado que instituições bancárias estariam envolvidas nos ataques, fontes anónimas próximas do assunto revelaram que o JPMorgan

O FBI e os Serviços Secretos norte-americanos estão a investigar uma série de ataques cibernéticos divulgados recentemente pelos meios de comunicação social e que têm assolado inúmeras entidades bancárias nos Estados Unidos.

JPMorgan Chase & Co

Apesar das entidades governamentais não terem identificado que instituições bancárias estariam envolvidas nos ataques, fontes anónimas próximas do assunto revelaram que o JPMorgan Chase & Co, o maior banco dos Estados Unidos, foi há muito pouco tempo vítima de uma investida cibernética, avançando que a firma estava ainda a auditar os sistemas para descobrir a dimensão do ataque.

A Bloomberg News comunicou no início de dia de ontem que acreditava-se que por detrás dos ataques à JPMorgan Chase e a outras entidades bancárias, que ocorreram em meados de Agosto, estariam cibercriminosos oriundos da Rússia e que conseguiram lançar os tentáculos a vários dados confidenciais.

Por seu lado, o The New York Times disse, já no final de quarta-feira, que as redes informáticas da JPMorgan Chase & Co e de pelo menos outras quatro instituições bancárias norte-americanas haviam sido comprometidas este mês por uma multiplicidade de ataques coordenados.

Segundo consta, o criminosos cibernéticos terão furtado volumosas porções de dados, entre os quais informações relativas a várias contas, embora o motivo da operação continue ainda por ser clarificado.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor