Autodesk chega a acordo com investidores descontentes e nomeia três administradores

Gestão

A Autodesk anunciou esta sexta-feira que chegou a acordo com dois investidores “ativistas” que planeavam contestar a gestão e os planos estratégicos da gigante de software, que está a transitar para a nuvem. Três novos diretores foram nomeados para o conselho da empresa, incluindo o CEO da Kodak.

O acordo abrange a firma de investimento Eminence Capital LP e a Sachem Head Capital, que estão descontentes com a forma como a Autodesk está a ser gerida. Em fevereiro, a criadora do AutoCAD apresentou um plano de reestruturação para acelerar a transição do seu negócio para a nuvem e o modelo de subscrição, anunciando o despedimento de 10% dos seus trabalhadores e a consolidação das estruturas. Em troca deste compromisso, a Eminence e a Sachem vão cooperar com o conselho de administração até setembro, data em que o acordo expira.

A resolução inclui a entrada para o conselho de administração Scott Ferguson, sócio da Sachem Head, Rick Hill, chairman da Tessera Technologies e Jeff Clarke, CEO da Kodak. O intuito é reforçar as competências em tecnologia, finanças e governança. “O conselho e equipa de gestão estão focados em executar uma estratégia bem definida e a transição do modelo de negócio que cremos serem a melhor forma de induzir crescimento e entregar valor aos acionistas e clientes”, sublinhou o chairman não executivo da Autodesk, Crawford W. Beveridge.

O conselho terá agora 13 membros mas será reduzido para 11 após o encontro anual da empresa, já que dois diretores não vão estar disponíveis para reeleição.

Scott Ferguson, que vem de uma das firmas de investimento ativistas, será membro do comité de Compensação e Recursos Humanos. Rick Hill irá para o comité de Governança e Nomeações, enquanto Jeff Clarke, da Kodak, fará parte do comité de auditoria do conselho de administração.

A Sachem Head tem uma participação de 5,7% na Autodesk e tinha reservas quando à gestão, operações, planos e estrutura de custos da empresa. A Eminence, que tem 5,8% da gigante de San Rafael, disse que ia coordenar esforços com a Sachem para proteger o seu investimento.

Ricky Sandler, CEO da Eminence, disse estar agora satisfeito com o acordo “construtivo” a que chegaram. “Como investidores comprometidos com o longo prazo, apoiamos a transição do modelo de negócio e a mudança para a nuvem“, referiu. Ferguson, da Sachem Head, acrescentou que estas medidas evidenciam “o forte alinhamento entre o conselho e os acionistas no caminho de futuro.”


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor