AT&T quer novas receitas em aparelhos móveis com DirecTV

EmpresasGestãoNegóciosOperadoresRedesResultados

A AT&T, que recebeu no final da última semana a aprovação final de órgãos dos Estados Unidos para aquisição da DirecTV, oferecerá serviços de streaming de TV e vídeo para aparelhos móveis enquanto constrói sua tecnologia para anúncios.

A informação foi apurada pela agência de notícias Reuters, durante entrevista com o executivo da AT&T nomeado para chefiar a divisão de internet e entretenimento da empresa, John Stankey.

“É uma aproximação em duas frentes. O conteúdo premium e a escala da DirecTV, combinada com os avanços tecnológicos e os novos modelos móveis nos quais a organização trabalha pode corresponder com maior assertividade às necessidades dos clientes ao longo do tempo”, disse ele.

O acordo avaliado em 48,5 mil milhões de dólares criará a maior empresa de TV paga dos EUA, com mais de 26 milhões de assinantes e o segundo maior serviço de vídeos por assinatura, logo atrás do popular Netflix.

A AT&T já tem os direitos para oferecer mais de 200 canais de TV como ABC, Disney Channel, ESPN e CNN, que os utilizadores podem consumir por meio de streaming em aparelhos móveis, enquanto a DirecTV tem acordos de conteúdo exclusivo em plataformas móveis com o NFL Sunday Ticket.

A receita combinada de anúncios das duas companhias é de atualmente dois mil milhões de dólares, revelou John Stankey. “Temos altas expectativas de que vamos continuar a crescer e por isso temos um significativo negócio de anúncios publicitários, agora, em multiplataformas”, finalizou o executivo.

*Amauri Vargas é jornalista da BIT no Brasil


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor