Asus perspetiva crescimento no mercado corporativo nacional

EmpresasEscritórioNegóciosSoftware

A Asus declarou a abertura ao setor empresarial português em desafio à tendência de decréscimo no mercado de computadores pessoais. A Asus anunciou em fevereiro a integração no mercado corporativo nacional com a premissa de crescimento, contrariando a tendência de queda de consumo no mercado de computadores. A Asus quer-se desassociar da imagem de empresa ligada

A Asus declarou a abertura ao setor empresarial português em desafio à tendência de decréscimo no mercado de computadores pessoais.Asus_pro_shop

A Asus anunciou em fevereiro a integração no mercado corporativo nacional com a premissa de crescimento, contrariando a tendência de queda de consumo no mercado de computadores.

A Asus quer-se desassociar da imagem de empresa ligada exclusivamente a computação e gaming, apostando no crescimento a nível europeu como já fez nos mercados asiáticos. A imagem que pretende alcançar é a de fiabilidade e qualidade dos seus produtos junto dos antigos e novos consumidores.

“Esperamos ter um crescimento sustentado, apostando forte na consolidação do produto de qualidade que apresenta aos seus parceiros. Temos como objetivo de negócio duplicar as atuais quotas de mercado que temos”, afirma a empresa quando questionada relativamente aos planos deste ano que tem início.

A Asus dá entrada no mercado corporativo nacional simultaneamente ao fim da atuação do Windows XP juntos dos consumidores. Os novos objetivos passam assim pela aposta em software, hardware e outras tendências em desenvolvimento.

Embora já existam empresas de computação que asseguram a sua posição no mercado corporativo em Portugal, a Asus pretende assumir-se como concorrência, apostando em áreas como a proteção de dados, eficiência energética, gestão de recursos e software de monitorização.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor