Armazenamento flexível: IBM lança Cloud Object Storage Flex

Data-Storage
0 0 Sem Comentários

A IBM quer facilitar o acesso e a implementação dos seus serviços na nuvem, e o armazenamento é uma parte fundamental dessa estratégia. Foi por isso que a big blue lançou uma nova oferta de acesso à informação arquivada, ou em armazenamento “frio”, que promete reduzir significativamente os custos em relação à concorrência.

 *em Las Vegas

O serviço foi apresentado por David Kenny, diretor geral do IBM Watson, após uma entrada em palco encenada com agentes secretos. O responsável tirou um iPad de dentro de uma mala e anunciou aquilo a que chamou de “armazenamento fenomenalmente flexível”, que permite aos colaboradores acederem aos dados que querem e de que precisam a qualquer momento.

“Este é o IBM Cloud Object Storage Flex. Sim, temos um departamento de marketing e foi isto que eles lhe chamaram”, brincou Kenny. Apesar de o nome não ser o mais interessante possível, a fabricante espera que o serviço seja: a promessa é de acesso aos dados em arquivamento (cold storage), com custos muito mais baixos. Esse é o principal atrativo do serviço, que irá concorrer com versões lançadas há anos pelos outros principais fornecedores de nuvem pública – Amazon, Microsoft e Google.

“Porque é que isto é crítico? A IDC diz-nos que haverá 44 zetabytes de dados no mundo em 2020. 80% não serão estruturados”, informou o executivo. A ideia é de que uma solução igual para todos não vai servir nesta nova era de avalanche de dados.  A ideia da IBM é flexibilizar os preços de acesso aos dados arquivados na nuvem.

A solução é suportada por 400 patentes e torna-se ideal para os colaboradores cujos padrões de acesso a dados arquivados são imprevisíveis, disse a empresa. Os clientes vão pagar por opções de armazenamento em camadas, e a IBM garante preços 53% mais baixos em relação ao AWS S3 IA1 e 75% inferiores ao Azure GRS Cool Tier.2, oferecendo ao mesmo tempo melhor desempenho. O preçário é baseado num modelo de pagamento-por-uso.

“O Flex é o único serviço disponibilizado por um grande fornecedor de nuvem com preços simplificados para os clientes cujos padrões de utilização de dados são difíceis de prever”, explicou a empresa. “O Flex permite aos clientes beneficiarem de poupanças no armazenamento frio para dados a que raramente acedem, ao mesmo tempo mantendo elevada acessibilidade a todos os dados.”

Em paralelo, o novo IBM Cloud Object Storage Cold Vault – o serviço de armazenamento de dados – permite um acesso em milisegundos em vez de minutos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor