Aptoide lança primeiro protocolo blockchain para App Stores [com vídeo]

AppsEmpresasMobilidadeNegócios

A startup portuguesa anuncia o lançamento do AppCoins, o primeiro protocolo blockchain aberto para App Stores, que cria uma nova moeda para a economia da aplicações. Para financiar o projeto, a Aptoide prevê lançar uma oferta inicial de moedas (ICO) com pré-venda a decorrer nas datas em que decorre o Web Summit.

O protocolo será integrado em primeira instância na App Store da Aptoide, podendo ser adotado por outras lojas de aplicações em qualquer sistema operativo, o que irá possibilitar uma nova linguagem na economia de aplicações. A disponibilização acontecerá após o ICO e vai oferecer aos 200 milhões de utilizadores  da loja, uma nova criptomoeda específica para app stores.

Ao interagir com as apps, os utilizadores são recompensados com AppCoins que permitem fazer compras na aplicação. Os utilizadores podem também transferir AppCoins entre si, aumentando as possibilidades de compra e incentivos para que descubram e tirem maior usufruto das aplicações.

Segundo a empresa, o modelo elimina todos os intermediários de pagamento e de publicidade, garantindo um maior retorno do investimento. Além disso, toda a informação é armazenada no blockchain, onde é criado um histórico reputacional dos developers nas diversas app stores, o que automatiza o processo de aprovação de apps.

O protocolo aborda as principais deficiências da economia de aplicações, entre elas a inacessibilidade das compras na aplicação para 2 bilhões de pessoas do mundo sem acesso a meios de pagamento online, oferecendo um sistema global mais seguro e mais transparente que beneficia as app stores, utilizadores e developers.

“Hoje, com tecnologia blockchain e smart contracts, podemos desbloquear todo o processo de distribuição e monetização de apps para developers. Ao reduzir os intermediários de Adtech, a AppCoins reduz para 15% os custos de intermediação para o developer, comparando com uma média de indústria que varia entre 40% a 70%”, afirma Ren Tang, vice-presidente de Produto da Aptoide.

“A visão da Aptoide é criar uma solução disruptiva do atual modelo, oferecendo uma maior escolha e mais valor para os developers, proprietários de app stores e utilizadores”, explica Paulo Trezentos, CEO da Aptoide.

“Com o lançamento do protocolo AppCoins, damos um passo importante nessa direção. A AppCoins está configurada para mudar profundamente a atual economia das apps, oferecendo um ambiente radicalmente novo para distribuir e consumir apps em escala”, acrescenta o executivo.

Financiamento através do primeiro ICO português

Para angariar fundos para o novo tipo de criptomoeda, a Aptoide lança uma pré-venda do ICO  a 6 de novembro de 2017 (00:00 UTC), abrindo 12% do total de tokens AppCoin para investidores. Durante esta fase, que decorre até 9 de novembro de 2017 (23:59 UTC), os membros da comunidade Android e outros grupos exclusivos vão ter a possibilidade de comprar os primeiros tokens de AppCoins, com um desconto de 30%. No total, a Aptoide prevê angariar 28 milhões de dólares durante o ICO.

Veja o vídeo explicativo sobre o ICO da Aptoide:

 

Com a AppCoins, a Aptoide torna-se a primeira loja de aplicações do mundo baseada em tecnologia blockchain, através da plataforma Ethereum. A solução cria uma mudança de paradigma para todo o ecossistema de aplicações, que atualmente gera mais de 77 mil milhões de dólares por ano em receita bruta.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor