Apple será o novo distribuidor de conteúdos televisivos?

OperadoresRedes

A Apple pode estar a preparar-se para tomar de assalto o setor dos serviços de televisão. Parece que a fabricante do iPhone está já a negociar a criação de um serviço de TV online com produtores de conteúdos, de acordo com o Re/code. Segundo a informação comunicada pelo website noticioso, a Apple está a considerar

A Apple pode estar a preparar-se para tomar de assalto o setor dos serviços de televisão. Parece que a fabricante do iPhone está já a negociar a criação de um serviço de TV online com produtores de conteúdos, de acordo com o Re/code.

APPLE-VALOR

Segundo a informação comunicada pelo website noticioso, a Apple está a considerar criar um serviço online over-the-top através do qual possa vender conteúdos televisivos diretamente aos consumidores.

A Apple seria, assim, capaz de oferecer conteúdos de produtores já existentes numa plataforma online, não apresentando um novo paradigma de consumo de TV, como diz o Re/code, mas antes uma nova experiência, dispensando a intervenção de um distribuidor, como a Comcast ou a Time Warner Cable.

Há já algum tempo que a Apple tem debaixo de olho o setor televisivo. Contudo, as negociações anteriores com fornecedores de serviços de TV sofreram uma quebra, fruto da sombra ameaçadora que emanava da concorrente que poderia vir a ser a Apple TV.

Depois de as negociações com a distribuidora Comcast terem caído por terra, a Apple colocou em stand by os seus planos de fortalecimento para a sua set-top box. Agora, a tecnológica vai passar por cima dos distribuidores e negociar diretamente com os produtores.

O serviço de TV online da Apple competiria com o Sling TV da Dish que, segundo o Business Insider, “oferecerá aos utilizadores o acesso a dez canais por 20 dólares mensais”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor