Apple fecha parceria com SAP para levar apps empresariais ao iOS

AppsMobilidadeSmartphonesTablets

A Apple e a SAP anunciaram uma parceria estratégica que poderá representar um grande impulso à entrada de iPhones e iPads nas empresas: serão combinadas aplicações nativas para iOS com a plataforma SAP Hana.

De acordo com o comunicado da Apple, a parceria irá gerar um novo SDK para iOS, que dará aos 2,5 milhões de programadores SAP a capacidade de desenharem apps nativas aproveitando a plataforma SAP HANA Cloud.  Será também lançada uma academia de formação, SAP Academy for iOS, para que os parceiros, programadores e clientes possam desenvolver facilmente aplicações para os seus negócios.

“Esta parceria vai transformar a forma como o iPhone e o iPad são usados nas empresas, ao juntar a inovação e segurança do iOS e a profunda expertise da SAP no software empresarial”, descreveu o CEO da Apple, Tim Cook. “Como líder no software empresarial e com 76% das transacções de negócio a passarem por um sistema SAP, a empresa é a parceira ideal para nos ajudar a transformar a forma como as organizações são geridas através do iPhone e iPad”, adiantou. 

Estas aplicações nativas darão acesso a dados e processos de negócio na SAP S/4HANA, combinando-o com as características dos aparelhos iOS – leitor de impressões digitais Touch ID, serviços de localização e notificações.

O CEO da SAP, Bill McDermott, disse estar “orgulhoso” da parceria especial com a Apple. “Ao dar às pessoas uma experiência de negócio ágil e intuitiva, damos-lhes a capacidade de saberem mais e fazerem mais”, referiu. O responsável caracterizou o iOS como “a plataforma líder e mais segura para a empresa.”

As duas empresas explicaram ainda que as aplicações serão construídas com a linguagem de programação Swift da Apple, e usando a linguagem de design SAP Fiori.

“A Apple e a SAP partilham um compromisso com o futuro, ajudando o mundo a correr melhor e a melhorar a vida das pessoas”, disse ainda o responsável da empresa alemã, Bill McDermott

Para Tim Cook, esta parceria é vital: à medida que as vendas de iPhones estagnam e as de iPads caem a pique, a empresa quer virar-se para os clientes empresariais. É por isso que têm surgido estas parcerias – no ano passado, a marca assinou um acordo semelhante com a IBM.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor