Apple poderá adiar produção de iPads com ecrã maior

Negócios

Com a venda dos iPads a estagnar há quatro trimestres consecutivos, a Apple poderá vir a adiar a produção de uma versão do iPad com um ecrã maior, de acordo com informação avançada pela Bloomberg. A produção do iPad de 12,9 polegadas terá sido adiada para setembro, devido a atrasos com o fornecimento dos painéis

Com a venda dos iPads a estagnar há quatro trimestres consecutivos, a Apple poderá vir a adiar a produção de uma versão do iPad com um ecrã maior, de acordo com informação avançada pela Bloomberg.

Apple wertvollstes Unternehmen aller Zeiten

A produção do iPad de 12,9 polegadas terá sido adiada para setembro, devido a atrasos com o fornecimento dos painéis para o ecrã, segundo a fonte, que prefere não ser identificada, já que os detalhes não são públicos ainda. O plano da Apple seria avançar com uma versão maior do seu tablet ainda durante este trimestre.

O lançamento deste iPad com mais alguns centímetros seria o plano do CEO da empresa, Tim Cook, para conseguir alavancar as vendas de iPads, que têm vindo a estagnar. Um dos factores que contribuiu para esta estagnação foi o lançamento do iPhone 6 Plus, um smartphone maior, em setembro. Mesmo que tenha valido lucros recorde à Apple, tornou-se também numa competição feroz para o iPad.

Atualmente, a Apple vende iPads de 9,7 polegadas e o iPad mini, que tem uma tela de 7,9 polegadas. Apesar dos rumores, a empresa não chegou a divulgar oficialmente os seus planos para adição de um iPad maior à sua linha.

A Apple tem vindo a fazer tentativas para que os iPads sejam adotados no meio empresarial. Um desses exemplos foi a associação à IBM, para desenvolver aplicações empresariais para o iPad que, conforme anunciado no MWC, aumentará até ao final de 2015.

Apesar de os consumidores estarem a redirecionar as suas atenções para smartphones maiores, em vez de tablets, estes ainda podem vir a ter um papel importante no ambiente corporativo, já que podem ser uma opção para substituir os computadores quando a questão mais importante é a mobilidade. No total, os analistas acreditam que as vendas globais de tablets para negócios, instituições e órgãos de governo possam chegar às 101 milhões de unidades, número muito mais expressivo do que os 19 milhões registados em 2013, de acordo com dados da IHS Technology.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor