Apple lança iPhone 7 sem grandes surpresas

MobilidadeSmartphones

A muito esperada conferência da Apple decorreu essa manhã, em São Francisco. A marca revelou os novos iPhone 7 e 7 Plus, Watch Series 2, fones de ouvido sem fios e até um game Nintendo exclusivo para iOS.

O lançamento mais importante foi o do iPhone 7 e iPhone 7 Plus. Os dois modelos não apresentam diferenças substanciais de design com relação às versões anteriores, mas a Apple confirmou o que os rumores vinham dizendo: não haverá mais a entrada para fone de ouvido. Agora, os fones são conectados na porta Lightening, a mesma usada para carregar a bateria.

O vice presidente mundial de marketing da empresa, Phil Schiller, defendeu-se das críticas à remoção do jack de áudio. Disse que a empresa era corajosa por seguir em frente e pensar num futuro em que a experiência de áudio permitirá fazer mais coisas. A ideia da Apple é passar para os fones sem fios, e por isso introduziu os “AirPods“, que custarão 159 dólares e têm sensores e um novo processador, W1.

No que respeita ao iPhone 7 e 7 Plus, os telemóveis chegarão primeiro a outros mercados mundiais, já na próxima semana. Os preços começam nos 649 dólares. Ambos serão resistentes à água e ao pó, apresentam um botão “Home” renovado, sensível à pressão, e um look um pouco diferente (mudaram as antenas de sítio). Também apresentam som estéreo em duplas colunas.

As câmaras foram bastante melhoradas, mas a do iPhone 7 Plus é dual. Oferece zoom 10x como uma câmara profissional e consome menos energia. Phil Schiller chamou essas novas câmaras de “supercomputador para fotos.”

Os dois telemóveis são super rápidos, com o novo chip A10 Fusion, 40% melhor que o do 6s e 240 vezes superior ao do iPhone original. A maior eficiência energética permite alargar a duração cotidiana da bateria, uma hora mais no caso do 7 Plus e duas horas no iPhone 7.

A capacidade de armazenamento foi duplicada – 32GB, 128GB e 256GB. Tem uma nova cor, “Jet Black”, e vários novos acessórios. Será suficiente para atrair novos clientes? O mercado reagiu de forma fria. Primeiro, as ações da Apple sofreram uma quebra ligeira, mas nesse momento valorizam  0,61%.

Certo é que o lançamento de um novo iPhone não tinha tão pouco impacto faz muito tempo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor