Apple estreia design e serviços na nova loja em São Francisco

EmpresasEscritórioMacMobilidadeNegócios

A Apple abre amanhã ao público a sua nova loja em São Francisco, localizada na Union Square, que vai introduzir uma série de serviços e um design diferente. As icónicas portas de vidro estarão abertas a partir das 10 da manhã locais, marcando a mudança de Stockton Street para a esquina entre a Union Square e a Post Street.

A abertura desta nova Apple Store assinala o 15º aniversário da marca no retalho e será o modelo para as lojas mais importantes que tem espalhadas pelo mundo. Inclui duas portas de vidro gigantescas, tem árvores lá dentro, sofás e muita luz natural.

“Não estamos apenas a evoluir o design da nossa loja, mas também o seu intuito e o papel na comunidade, visto que ensinamos e entretemos os visitantes e servimos a nossa rede de empreendedores locais”, afirma a vice presidente sénior de Retalho e Lojas Online da Apple, Angela Ahrendts, que entrou na tecnológica vinda da Burberry.

O que há de novo, então? O “Genius Grove” vem substituir o Genius Bar e o suporte é dado debaixo de árvores dentro da loja. No “The Forum”,  há espaço para a comunidade se juntar em torno de uma vídeo wall 6K e apreciar o programa “Today at Apple” – uma iniciativa que junta artistas, fotógrafos, músicos, jogadores, programadores e empreendedores. O programa inclui eventos para crianças, para professores e outros tipos de sessões (Creative Sessions, Game Night, etc.).

Completamente nova é a área “The Plaza”, que só será criada nas Apple Stores mais relevantes do mundo. Estará aberta ao público 24 horas por dia, com Wi-Fi gratuito, mesas e cadeiras. No espaço  “The Boardroom”, a equipa de negócio da Apple dará conselhos e dicas a empreendedores, programadores e clientes profissionais da empresa.

Por fim, “The Avenue” oferece paredes interativas, “onde os produtos e serviços da Apple ganham vida”, diz a empresa. Haverá conselhos dos “Creative Pros” (especialistas e criativos) e destaques de acessórios produzidos por terceiros, na secção “Only at Apple.”

A empresa refere ainda que está a trabalhar com a Ruth Asawa School of the Arts para “construir um laboratório de artes visuais”, com 45 estações de trabalho, e que a totalidade da loja é alimentada com energia renovável (via painéis fotovoltaicos no telhado).

Johny Ive, o diretor de design da Apple, salienta o “compromisso” com as cidades onde a empresa opera e que esta loja leva a transparência na fachada para um nível completamente diferente, tornando-a mais “igualitária e acessível.” O projeto foi executado pela firma de Norman Foster.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor