Apple é o novo cliente da Google na nuvem

CloudData Center

A maior parte dos serviços iCloud que a Apple fornece estão alojados na Amazon Web Services, mas a fabricante do iPhone virou-se agora também para a Google. É o que avançam fontes ligadas ao processo que falaram com o site especializado CRN.

O site indica que a Apple passou a ser cliente da Google Cloud Platform e está a reduzir substancialmente a sua dependência da Amazon Web Services, que utiliza para correr o serviço de armazenamento na nuvem iCloud, entre outros. É sabido que a Apple também usa Microsoft Azure para as necessidades do iCloud.

O negócio é visto como uma grande vitória para a Alphabet/Google, que pretende transformar-se numa série concorrente da Amazon no cloud computing. De acordo com as fontes, a Apple gasta entre 400 e 600 milhões de dólares na plataforma de nuvem da Google. A fabricante do iPhone gasta cerca de mil milhões de dólares por ano na Amazon Web Services, segundo um relatório que o Morgan Stanley divulgou em fevereiro.

A Amazon desvalorizou o negócio, dizendo que não significa uma retirada da Apple.

No entanto, a empresa de Tim Cook pode estar a preparar uma retirada mais abrangente: a Apple está a construir os seus próprios data centers no Arizona, Irlanda e Dinamarca, que deverão estar operacionais no final do ano. São projetos que rondam os 3,9 mil milhões de dólares e que vão permitir à Apple diminuir a sua dependência de terceiros. No fim de contas, a marca poderá mesmo diminuir drasticamente os serviços que contrata às três concorrentes na nuvem – Amazon, Google e Microsoft.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor