Apple é a marca de luxo mais desejada na China

Negócios

O sucesso da Apple na China tem sido crescente como comprovam os últimos números avançados pela empresa. Mas o sucesso pode ser medido também através da preferência de grupos mais específicos como o dos mercados de luxo. Os números da Apple têm superado todas as previsões, com um aumento das receitas no valor de 70

O sucesso da Apple na China tem sido crescente como comprovam os últimos números avançados pela empresa. Mas o sucesso pode ser medido também através da preferência de grupos mais específicos como o dos mercados de luxo.

Apple

Os números da Apple têm superado todas as previsões, com um aumento das receitas no valor de 70 por cento e parte desse crescimento deve-se à China. Já era conhecido que a empresa vendeu mais iPhones neste país do que nos Estados Unidos, no último ano, mas a Apple chega, agora, a uma nova categoria.

A Apple é considerada a marca de luxo mais desejada, na China, aparecendo na mesma lista do que nomes como Louis Vuitton e Hermès e chegando mesmo a ultrapassá-los. A conclusão é da Hurun Research, publicação dedicada às classes mais altas e ao mercado de luxo, que explica esta posição com uma mudança nos comportamentos e necessidades da população.

De acordo com a Hurun Research, as classes com mais dinheiro já não dão tanto valor a artigos que sejam apenas luxuosos, preferindo objetos mais práticos e com maior utilidade. Os iPhones estão, por isso, no topo da lista de desejos e são apontados como um dos presentes ideais, para o próximo ano do calendário chinês.

Para além do iPhone, também o relógio da Apple, que deverá ser lançado em Abril, é apresentado como possível preferência neste mercado de luxo, abrindo caminho para outras empresas no setor da tecnologia como a rival Samsung.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor