Apple e Dell juntam-se à Foxconn para licitar no negócio de chips da Toshiba

EmpresasNegócios

A Foxconn anunciou que a Apple, a Dell e a Kingston vão integrar o seu consórcio para a compra da unidade de negócio de chips da Toshiba. A revelação foi feita por Terry Gou, CEO da empresa de Taiwan, à Reuters nesta segunda-feira.

O executivo, referiu que o consórcio, liderado pela Foxconn, pode ainda integrar empresas como a Alphabet, a Microsoft e a Cisco, visto que estão a decorrer conversas para um entendimento nesse sentido.

Segundo a agência noticiosa, o CEO recusou-se a responder qual será a participação da Apple e da Dell no valor final da licitação para o negócio avaliado em 18 mil milhões de dólares.

A verdade é que a empresa asiática não tem sido vista como a favorita para a aquisição da unidade da Toshiba, em virtude dos seus laços com a China e pelo facto do Governo do Japão já ter afirmado que bloqueará qualquer negócio que envolva a saída da tecnologia de fabrico de chips do país.

No entanto, Terry Gou mostrou-se confiante porque no consórcio não haverá capital chinês, nem empresas que possam levantar dúvidas em matérias de concorrência, como acontece com outros potenciais compradores. Além do mais, a Foxconn e a sua unidade japonesa Sharp, não ficariam mais de 40% das ações, referiu o executivo à Reuters.

Mas a tarefa não será fácil tendo em consideração que a concorrência é forte, nomeadamente por parte da Western Digital, Bain Capital  e Broadcom.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor