App portuguesa vence prémio internacional da Vodafone

AppsMobilidadeOperadoresRedes

A aplicação portuguesa ColorADD venceu o prémio internacional Mobile for Good Europe Awards 2013 da Fundação Vodafone, na categoria “Acessibilidade”. Esta app permite à população daltónica detetar as cores dos objetos através da câmara de um telemóvel. O prémio é no valor de 30 mil euros, valor que será reinvestido no desenvolvimento da aplicação. A população daltónica é constituída por

A aplicação portuguesa ColorADD venceu o prémio internacional Mobile for Good Europe Awards 2013 da Fundação Vodafone, na categoria “Acessibilidade”. Esta app permite à população daltónica detetar as cores dos objetos através da câmara de um telemóvel.

ColorADD-app-team-a-receber-o-prémio-da-Fundação-Vodafone-650x604O prémio é no valor de 30 mil euros, valor que será reinvestido no desenvolvimento da aplicação.

A população daltónica é constituída por mais de 350 milhões de pessoas em todo o mundo e a aplicação permite a estas pessoas detetarem as cores dos objetos através da câmara de um smartphone.

Com um modo de funcionamento bastante simples, o utilizador apenas precisa de apontar a câmara do dispositivo móvel para a superfície que quer identificar e no topo do ecrã aparece o nome da cor acompanhada do símbolo ColorADD correspondente.

A app permite ao utilizador analisar imagens em tempo real, assim como analisar imagens previamente gravadas. As imagens geradas podem ser partilhadas nas redes sociais.

“Parte do valor do prémio vai permitir melhorar o desempenho da aplicação, finalizar as versões Android e Windows Mobile, uma vez que neste momento a aplicação só está disponível para iPhone, e adicionar novas funcionalidades à versão existente, como novas línguas (espanhol e francês) e sistema de voz para ditar a cor”, referem os criadores da aplicação, Rui CardosoRui Seiça e Marta Lisboa.

O desenvolvimento de jogos para crianças daltónicas identificarem as cores é um dos objetivos que a equipa conta concretizar com o prémio da Fundação Vodafone.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor