Antúrio cresce no primeiro trimestre e expande-se para Maputo

Negócios

A portuguesa Antúrio abriu um novo escritório em Moçambique. Com esta expansão, a empresa quer capitalizar um mercado com um grande potencial de crescimento e reforçar a sua parceria com a PHC, cujo software de gestão de recursos empresariais instala e implementa. O estágio inicial do processo de expansão da Antúrio até Maputo, capital moçambicana,

A portuguesa Antúrio abriu um novo escritório em Moçambique. Com esta expansão, a empresa quer capitalizar um mercado com um grande potencial de crescimento e reforçar a sua parceria com a PHC, cujo software de gestão de recursos empresariais instala e implementa.

expansão

O estágio inicial do processo de expansão da Antúrio até Maputo, capital moçambicana, contará com dois colaboradores, sendo que até ao fim de 2015 deverá ser adicionado mais um membro à equipa.

Diz a empresa que o foco de atuação da empresa incidirá sobre a implementação das soluções de gestão da PHC, nomeadamente em organizações dos setores verticais da Antúrio, como a Saúde, a Construção Civil, as Finanças, o Retalho e a Restauração.

“Esta é uma oportunidade de aplicar toda a nossa experiência num país onde o know-how nesta área é muito requisitado e a oferta não é suficiente”, comentou o diretor-geral da Antúrio, Duarte Freitas.

Esta é a primeira vez que a empresa portuguesa assenta arriais para lá das suas fronteiras nacionais, embora já estivesse presente no Brasil e em Angola, através de parcerias locais.

Para 2015, a Antúrio espera alcançar um volume de negócios de 200 mil euros no mercado angolano.

Antúrio em Portugal

No primeiro trimestre de 2015, a Antúrio registou um crescimento de 25 por cento no mercado português, sendo que metade foi conseguido entre fevereiro e março, os últimos dois meses do período.

“Estabilizar o rápido crescimento das equipas nos escritórios de Lisboa e Setúbal, bem como o negócio de Moçambique”, foi este o objetivo da Antúrio para o primeiro quartel deste ano.

Até ao fim de 2015, a empresa portuguesa espera alcançar lucros de 1,2 milhões de euros, dos quais 200 mil deverão ser gerados pelas suas operações internacionais. “Com a entrada em Moçambique, o objetivo é subir este valor para 20 por cento em 2016”, revela a Antúrio.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor