Anonymous assumem culpa do ataque ao Paypal

e-Marketinge-PaymentEmpresasNegócios

O grupo Anonymous assumiu a culpa do ataque feito ao Paypal em 2010, com 13 pessoas a confessarem serem culpadas das acusações protagonizadas pelas autoridades dos Estados Unidos. Há três anos que as autoridades norte-americanas tentam descobrir os culpados pelo ataque de que o Paypal foi vítima, mas só agora os culpados se confessaram. O

O grupo Anonymous assumiu a culpa do ataque feito ao Paypal em 2010, com 13 pessoas a confessarem serem culpadas das acusações protagonizadas pelas autoridades dos Estados Unidos.

anonymous1Há três anos que as autoridades norte-americanas tentam descobrir os culpados pelo ataque de que o Paypal foi vítima, mas só agora os culpados se confessaram.

O Paypal recusou nessa altura aceitar processar pagamentos para o WikiLeaks, suspendendo a conta do site depois da publicação de documentos secretos, e o grupo Anonymous decidiu atacar o serviço de transferência de dinheiro.

O ataque DDoS (Distributed Denial of Service), foi orquestrado por 13 hackers do grupo, em jeito de retaliação. O site não conseguiu receber doações através de uma das maiores plataformas de pagamentos do mundo devido à suspensão da conta do WikiLeaks. A organização transnacional acusou o Paypal de “estrangulamento económico”.

Dos 13 hackers, dez assumiram a culpa na passada semana relativamente à danificação de um computador protegido e à conspiração de um ataque. No entanto, se estes dez acusados não violarem os termos dos seus acordos, poderão ver o crime alterado para delito menor durante a sentença.

Os restantes três hackers também assumiram a sua culpa em relação a outros três delitos menores relacionados com o ataque.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor