Portuguesa Ano mantém contrato com Infraestruturas de Portugal

Negócios
0 0 Sem Comentários

A plataforma eletrónica de contratação da portuguesa ANO, denominada anoGov, suporta toda a contratação pública eletrónica das Infraestruturas de Portugal.

Ano Software foi a empresa escolhida pela Infraestruturas de Portugal (IP) para fornecer a plataforma de suporte à sua contratação pública eletrónica. A criação da IP resulta da fusão entre a Refer e as Estradas de Portugal, efetivada desde o dia 1 de junho do ano passado.

A Refer e as Estradas de Portugal já eram clientes da plataforma eletrónica de contratação pública desta empresa, sendo, de acordo com informações do portal BASE, as entidades ajudicantes com maior expressão de contratos públicos em Portugal. Com esta fusão, cria-se um “gigante” no setor empresarial do estado.

Decorrente da fusão, a anoGov, em estreita parceria com a IP, traçou um plano com o objetivo de fundir tecnicamente as duas plataformas eletrónicas numa única e na consequente unificação de contratos. Este processo de intenso trabalho prolongou-se por um período de seis meses, tendo ficado concluído no início deste ano, com o lançamento da plataforma da IP.

A Ano Software, que acompanha, desde sempre, estas duas entidades, como prestadora de serviços de plataforma eletrónica de contratação pública, assumiu “com grande responsabilidade e desafio o compromisso da fusão, no que concerne à plataforma que suporta os contratos públicos”, lê-se no comunicado cedido à imprensa que explicita que o processo de fusão das duas entidades ocorreu dentro do plano e dos objetivos identificados sem registo de desvios ou incidentes.

Manuel Amorim, CEO da Ano, admite no mesmo comunicado que “o contrato com a IP é para a Ano Software, um negócio em si importante e consubstancia a certeza de um serviço de excelência. O compromisso assumido, já materializado em contrato para os próximos três anos, revela, o potencial da anoGov em termos de fiabilidade e capacidade técnica, como plataforma, para suportar os contratos públicos deste novo colosso nacional, do sector do Estado”.

Na opinião de Manuel Amorim, “atualmente, a IP gere os contratos públicos mais complexos e exigentes do mercado nacional e a plataforma anoGov revela ser a plataforma do mercado mais preparada para sustentar os concursos públicos deste calibre e dimensão.”


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor