Android Wear fica mais inteligente para encarar Apple Watch

InovaçãoMobilidadeWearable

O Google já se movimenta para fazer frente ao avanço do relógio da Apple. O Android Wear, sistema operacional para dispositivos wearable, ganhará uma atualização que melhorará a usabilidade, mesmo sem um smartphone por perto. O grande ponto fraco dos smartwatches é a dependência de um telefone constantemente emparelhado para que o fluxo de informações e notificações

O Google já se movimenta para fazer frente ao avanço do relógio da Apple. O Android Wear, sistema operacional para dispositivos wearable, ganhará uma atualização que melhorará a usabilidade, mesmo sem um smartphone por perto.

Apple-Watchkit

O grande ponto fraco dos smartwatches é a dependência de um telefone constantemente emparelhado para que o fluxo de informações e notificações os mantenha úteis. O que o Google propõe é dar um grau maior de independência aos dispositivos, deixando a vida do utilizador mais conveniente, ao mesmo tempo justificando o investimento no aparelho.

A maior novidade é o modo Wi-Fi, que mantém o dispositivo útil mesmo com o telemóvel longe. As notificações recebidas no smartphone são espelhadas e transmitidas ao aparelho, exatamente como acontece como alguns aparelhos Motorola e o navegador Chrome.

Outra novidade bem-vinda é um modo de baixo consumo de energia que mantém as apps em funcionamento no ecrã, em modo preto e branco, acendendo apenas os pixels necessários. Para ecrãs AMOLED, este recurso é fundamental para a redução do consumo de bateria sem sacrifício da funcionalidade.

Agora, os relógios com Android Wear podem ser controlados com gestos, simplesmente inclinando-se o pulso. Para se deslizar o ecrã, essa é uma grande vantagem, especialmente quando a outra mão está ocupada com, por exemplo, uma chávena de café.

O ecrã também pode ser usada para se desenhar emojis, que são transcritos para inserção em mensagens, sem necessidade de procurar em mapas de teclados.

A atualização será disponibilizada gradativamente, diretamente pelos fabricantes dos relógios.

* Jocelyn Auricchio é jornalista da B!T no Brasil


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor