Android alcança recorde de 81 por cento no mercado dos smartphones

MobilidadeNegóciosSmartphonesSO

O Android é a plataforma móvel mais usada e alcançou 81 por cento no mercado dos smartphones no último trimestre deste ano. A Microsoft está a ganhar cerca de dois mil milhões de euros com o Android. Esta liderança no mercado deve-se à adoção desta plataforma por parte de muitos fabricantes, assim como à satisfação

O Android é a plataforma móvel mais usada e alcançou 81 por cento no mercado dos smartphones no último trimestre deste ano. A Microsoft está a ganhar cerca de dois mil milhões de euros com o Android.

Android-WallpaperEsta liderança no mercado deve-se à adoção desta plataforma por parte de muitos fabricantes, assim como à satisfação dos muitos milhões de utilizadores que a usam todos os dias. O Android atingiu recentemente metade das receitas da Apple.

A Microsoft ganha cerca de dois mil milhões de euros anuais com o Android devido a licenças e patentes, diz Rick Sherlunf, analista da Nomura, num artigo publicado pela Business Insider. Este dinheiro tem ajudado a Microsoft a amortizar e, de certa forma, a  encobrir os problemas financeiros que afetam as divisões dos dispositivos móveis e Xbox.

A multinacional de tecnologia e informática tem aproveitado esse dinheiro nos últimos anos para injetar em alguns grupos de trabalho, como no Windows Phone, por exemplo. Isto traduz-se numa rentabilidade constante e aparente.

“Se não fosse esse dinheiro, os prejuízos da Microsoft poderiam rondar os 1,9 mil milhões de euros por causa do Skype, Xbox e Windows Phone”, refere Sherlund. “Desse valor total, dois mil milhões correspondem a perdas atribuíveis apenas à plataforma Xbox, tornando-se necessário afastar o projeto Xbox da Microsoft ou colocá-lo numa divisão independente”, acrescenta o analista da Nomura.

Rick Sherlunf refere ainda que os investidores apoiam cegamente o projeto Xbox porque as patentes e licenças do Android são altamente rentáveis, dando ideia que esta divisão da Microsoft dá sempre lucro.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor