Anacom defende-se de processo da DECO

EmpresasNegócios

A Anacom publicou um vídeo onde mostra os procedimentos que toma sempre que existe uma queixa relativa à qualidade do sinal da televisão digital terreste. O processo de migração para a TDT tem sido alvo de muitas críticas. Este processo de migração é também agora alvo de um processo da autoria da DECO, que quer responsabilizar

A Anacom publicou um vídeo onde mostra os procedimentos que toma sempre que existe uma queixa relativa à qualidade do sinal da televisão digital terreste. O processo de migração para a TDT tem sido alvo de muitas críticas.

anacom_acores02Este processo de migração é também agora alvo de um processo da autoria da DECO, que quer responsabilizar a Autoridade Nacional de Comunicações por erros na condução desta migração para a era da televisão digital.

A reguladora já se defendeu, considerando que tomou as medidas necessárias para garantir a entrega de um serviço de qualidade ao cliente e refuta o fundamento do processo, onde é pedida uma indemnização de 42 milhões de euros.
A Anacom mostra agora como são tratadas as queixas recebidas e que ações são realizadas para monitorizar a qualidade do sinal. Esta é mais uma ação para mostrar como gere as queixas relacionadas com a utilização do serviço.

A Autoridade Nacional de Comunicações explica no vídeo que está a implementar uma rede de 400 sondas de modo a reforçar esta capacidade de monitorização do sinal.

A reguladora volta a sublinhar no vídeo que mais de metade das reclamações recebidas reflete problemas na instalação, não resultando de problemas na receção do sinal.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor