Amazon sobe na nuvem dos resultados

CloudNegócios
0 0 Sem Comentários

A Amazon superou as expectativas das receitas trimestrais. A culpa volta a ser da expansão na sua unidade de serviços de nuvem e um aumento nas assinaturas para seu programa de fidelidade Prime.

As ações daquela que é o maior retalhista online do mundo subiram 2% após o fecho de ontem.

A previsão da Amazon para vendas líquidas do trimestre atual ficou entre 31 mil milhões e 33,5 mil milhões de dólares, incorporando as vendas seu festival anual de vendas Prime Day, anunciou a Reuters.

As vendas líquidas na América do Norte, maior mercado da Amazon, subiram 28,1 por cento, para 17,67 mil milhões de dólares.

A receita de serviços de nuvem, Amazon Web Services, subiu 58,2 por cento, para 2,89 mil milhões de dólares. Isso superou a estimativa média de 2,83 mil milhões de dólares, de acordo com a empresa de pesquisa de mercado FactSet StreetAccount.

As vendas líquidas da Amazon subiram 31,1 por cento para 30,4 mil milhões de dólares no segundo trimestre.

O lucro líquido subiu para 857 milhões de dólares, ou 1,78 dólar por ação, ante 92 milhões de dólares, ou 0,19 dólar por ação, no ano anterior, diz a Reuters.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor