Amazon quer lançar smartphone com ecrã 3D

Mobilidade

O final do mês de Junho pode trazer-nos uma série de novidades da Amazon, já que tudo aponta para que a empresa esteja a preparar o lançamento de novos equipamentos. Entre eles, destaque para um smartphone de marca própria, um smartphone com ecrã 3D – que funcionará sem recurso a óculos e é vocacionado para

O final do mês de Junho pode trazer-nos uma série de novidades da Amazon, já que tudo aponta para que a empresa esteja a preparar o lançamento de novos equipamentos. Entre eles, destaque para um smartphone de marca própria, um smartphone com ecrã 3D – que funcionará sem recurso a óculos e é vocacionado para o entretenimento – e um dispositivo de áudio streaming.

Amazon

A notícia foi inicialmente avançada pelo Wall Street Journal e, apesar da Amazon não ter confirmado ainda a revelação, o buzz presente em toda a indústria indica que a empresa deve avançar mesmo com a comercialização destes produtos em Setembro para aproveitar o último trimestre do ano, uma época tradicionalmente forte de consumo.

Entre os três dispositivos que a Amazon está a preparar, o que mais chama a atenção é o smartphone de gama alta que permitirá ao utilizador aceder a imagens em três dimensões sem ter de recorrer a óculos especiais. É que, graças à tecnologia que segue o movimento da retina, as imagens no smartphone parecem flutuar no ecrã como um holograma.

Esta tecnologia seria ideal para jogos, uma área que a Amazon considera essencial na sua nova estratégia, como pudemos verificar aquando do lançamento da Amazon TV, em que apresentou como um dos maiores atrativos do produto o facto de ter disponível um vasto catálogo de jogos com um custo inferior a 1 euro através da sua loja de aplicações. Segundo as informações disponíveis, a empresa tem estado a demonstrar versões do equipamento a programadores em São Francisco e Seattle nas últimas semanas e o software do telemóvel também está otimizado para jogos que sejam muito visuais, ou seja, que sejam concebidos para proporcionar uma sensação de profundidade ao utilizador.

Em relação ao outro smartphone da Amazon, os indicadores apontam para que siga o estilo da gama Kindle Fire nos tablets, isto é, que sejam baseados em Android e que compitam com os maiores players do mercado de smartphones.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor