Amazon e a dificuldade em afirmar-se no pós caso Snowden

CloudNegócios

Não é só na implementação de novas formas de entregas que a Amazon vê a vida ser-lhe dificultada. Embora queira expandir os seus serviços web, conhecidos como Amazon Web Services (AWS), a empresa está a ter dificuldade em garantir a confiança dos clientes. Tudo começou com o caso Snowden, quando o ex-colaborador da Agência Nacional

Não é só na implementação de novas formas de entregas que a Amazon vê a vida ser-lhe dificultada. Embora queira expandir os seus serviços web, conhecidos como Amazon Web Services (AWS), a empresa está a ter dificuldade em garantir a confiança dos clientes.

cloud

Tudo começou com o caso Snowden, quando o ex-colaborador da Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos revelou que o governo norte-americano mantinha diversos programas de vigilância, inclusivamente a governos estrangeiros e grandes empresas.

A vinda a público destas informações teve a capacidade de melindrar muitos players do mercado: será que as informações estão seguras em servidores de computação cloud, como aqueles fornecidos pela Amazon?

A verdade é que, desde o caso Snowden, várias empresas têm preferido guardar dados em clouds privadas e não na cloud pública. E é exatamente aqui que entra a Microsoft, que tem sido um dos principais rivais dos AWS, ao dar a possibilidade aos seus clientes de ter maior domínio sobre os seus dados na cloud.

Ainda que tenha sido uma das empresas pioneiras a fornecer serviços de cloud, a Amazon parece não ter conseguido adaptar os seus AWS às mudanças. Na opinião dos peritos, os serviços da empresa precisam de ser mais localizados – a particularidade de não terem um data center em Inglaterra fez a empresa perder um negócio importante com a Taser Inc.

Claro que a construção de data centers em países chave para o negócio de cloud é um dos objetivos da Amazon. No entanto, os custos são avultados e a construção demorada.

Por agora, os AWS dominam o mercado. No entanto, concorrentes como a Microsoft e a Azure mostram-se cada vez mais preparados para ganhar terreno e diminuir a vantagem da Amazon.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor