Amazon cria próprio serviço de ads e afasta-se da Google

e-MarketingNegóciosPublicidade

A Amazon está determinada a expandir o atual segmento publicitário do qual usufrui. Para esse fim, a gigante do comércio digital está a desenvolver a sua própria plataforma de publicidade para conseguir, assim, competir mais direta e afincadamente com a Google. Segundo consta, a Amazon está em processo de criação da Amazon Sponsored Links, o

A Amazon está determinada a expandir o atual segmento publicitário do qual usufrui. Para esse fim, a gigante do comércio digital está a desenvolver a sua própria plataforma de publicidade para conseguir, assim, competir mais direta e afincadamente com a Google.

amazon

Segundo consta, a Amazon está em processo de criação da Amazon Sponsored Links, o serviço publicitário que deverá, em pé de (relativa) igualdade, disputar o trono publicitário com o AdWords da Google.

De acordo com o Wall Street Journal, a empresa dissera que ainda este ano os anunciantes poderão testar a nova plataforma.

Num estágio inicial, o serviço deverá centrar as suas forças na “expulsão” do AdWords do próprio website da Amazon, passando, então, para uma segunda fase que deverá ampliar o foco de ação da plataforma publicitária da titã do e-commerce.

Apesar de querer divorciar-se do AdWords, o novo serviço da Amazon deverá em muito assemelhar-se ao do da Google.

Alguns analistas são da opinião de que, dado o conhecimento do comportamento de compra dos utilizadores que a Amazon conseguiu recolher ao longo da sua existência, a empresa de retalho online deverá poder dotar os seus anúncios de uma acrescida eficácia, o que lhe valerá de muito, visto que um crescimento nas suas receitas publicitárias poderá por cobro às anoréticas margens de lucro que tem vindo a apresentar.

A relação da Amazon com a Google, não obstante ter sido uma de simbiose, não parecia assentar-se numa plena e total entrega, visto que a retalhista online abstinha-se de adquirir determinados produtos publicitários da tecnológica de Silicon Valley que requeriam a partilha de dados relativos a inventários e a produtos da Amazon.com.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor