Amazon, Berkshire e JPMorgan criam empresa de saúde

EmpresasNegócios

A Amazon, a Berkshire Hathaway e a JPMorgan Chase juntaram-se para criar uma empresa na área da saúde.

A Amazon, a Berkshire Hathaway e a JPMorgan Chase juntaram-se para criar uma empresa na área da saúde com o objetivo de cortar nos custos dos seus empregados nos Estados Unidos.

Esta nova empresa não terá como objetivo os lucros e o foco inicial em tecnologia irá fornecer o que será um “sistema de saúde simplificado, de alta qualidade e transparente” para os mais de 500 mil empregados norte-americanos das três empresas envolvidas.

Warren Buffet, CEO da Berkshire Hathaway, explicou que “os custos globais dos cuidados de saúde atuam como uma minhoca na economia norte-americana” e acrescentou que a sua empresa “não chega com respostas para este problema, mas também não o aceita como inevitável”.

Este anúncio chega com desconfiança por parte dos investidores do setor da saúde, uma vez que receiam que a Amazon se possa tornar num concorrente nesta área e ficar com os lucros do setor, tal como fez com o retalho.

Segundo várias notícias, a Amazon estará a olhar para o negócio farmacêutico e para a distribuição de medicamentos. Ainda assim, não é certo que a empresa de Jeff Bezos tenha, de facto, intenções de entrar no mercado em questão.

Ao fazer uma parceria com a JPMorgan Chase, o maior banco norte-americano, e a Berkshire Hathaway, a terceira maior empresa em bolsa do mundo, a Amazon parece estar a dar um grande passo de modo a mexer na indústria da saúde.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor