Altice avança oferta para compra de ativos da PT à Oi

NegóciosOperadoresRedes

A empresa brasileira de telecomunicações Oi viu as suas ações subirem 12 por cento na Bolsa de São Paulo, depois do multimilionário Patrick Drahi ter oferecido sete mil milhões de euros para adquirir os ativos portugueses da operadora. A Oi afirmou ontem que a proposta colocada em cima da mesa pela Altice, empresa de telecomunicações

A empresa brasileira de telecomunicações Oi viu as suas ações subirem 12 por cento na Bolsa de São Paulo, depois do multimilionário Patrick Drahi ter oferecido sete mil milhões de euros para adquirir os ativos portugueses da operadora.

OI

A Oi afirmou ontem que a proposta colocada em cima da mesa pela Altice, empresa de telecomunicações por cabo detida por Drahi, está a ser analisada pelos membros do Conselho Administrativo de uma das maiores operadoras brasileiras.

Fontes próximas do assunto afirmaram que a Oi espera concluir o negócio até ao fim de 2014.

A Oi deverá aplicar os lucros advindos da venda na amortização da sua dívida de 19 mil milhões de dólares, e participar na consolidação do maior mercado de telecomunicações de América Latina. A ser bem-sucedida, a oferta da Altice permitirá a concretização da fusão entre a Portugal Telecom e a Oi, que tem estado sob embargo devido à dívida contraída pela empresa portuguesa aquando do empréstimo feito à Rioforte, uma subsidiária do Grupo Espírito Santo.

As ações da Oi caíram 15 centavos, para 1,45 reais. Já a Altice viu as suas ações sofrerem uma queda de 1,4 por cento, para 48,98 euros, na Bolsa de Amesterdão.

A PT, que já não controla os negócios operacionais e que viu significativamente reduzida a sua participação na empresa resultante da fusão, registou uma subida de 4,7 por cento, para 1,37 euros, em Lisboa.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor