Alibaba tem novo CEO já em maio

GestãoNegóciosResultados

As receitas do grupo Alibaba subiram 45 por cento no primeiro trimestre. Ao mesmo tempo que ultrapassa as estimativas dos analistas, a empresa prepara-se para se despedir do seu diretor executivo Jonathan Lu, cujo lugar tem já dono. A Alibaba Group Holding anunciou que no próximo dia dez de março terá um novo CEO. Assim,

As receitas do grupo Alibaba subiram 45 por cento no primeiro trimestre. Ao mesmo tempo que ultrapassa as estimativas dos analistas, a empresa prepara-se para se despedir do seu diretor executivo Jonathan Lu, cujo lugar tem já dono.

alibaba-sales-hit-2-billion-in-a-single-hour

A Alibaba Group Holding anunciou que no próximo dia dez de março terá um novo CEO. Assim, o atual diretor de operações Daniel Zhang assomará à direção executiva de uma das maiores empresas de comércio digital do mundo. Contudo, Lu continuará na administração da Alibaba como vice-presidente.

No final do primeiro trimestre deste ano, as receitas da Alibaba chegavam aos 2,81 mil milhões de dólares, face aos 2,77 mil milhões projetados pelos analistas. Os lucros totalizaram 463 milhões de dólares. O EBITDA foi de 48 cêntimos por ação, ficando seis cêntimos acima das estimativas.

O volume de negócios da Alibaba no mercado retalhista da China gerou 97 milhões de dólares, um crescimento de 40 por cento. Deste volume, 51 por cento prendem-se com as atividades da Alibaba na esfera da mobilidade.

A plataforma de comércio C2C TaoBao é responsável por cerca de dois terços das vendas da Alibaba, através de receitas publicitárias e serviços de marketing.

Os acionistas da tecnológica sentiram calafrios quando o governo chinês apertou o cerco ao comércio online e obrigou a Alibaba a reforçar o escrutínio das transações efetuadas na sua plataforma, depois de em janeiro ter sido acusada pela Administração Estatal para a Indústria e Comércio (SAIC) de “fechar os olhos” à comercialização de bens contrafeitos e mercadoria ilegal.

Os investidores também não ficaram particularmente satisfeitos quando, no fim do passado mês de abril, o fundador da Alibaba, Jack Ma, ter dito que a empresa não contrataria mais colaboradores em 2015.

Neste primeiro trimestre, a base de utilizadores ativos mensais dos serviços móveis da Alibaba cresceu 77 por cento, para 289 milhões. Já o número de compradores ativos anuais subiu 37 por cento, para 350 milhões.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor