Alibaba de olhos postos na Bolsa de Nova Iorque

Negócios

A chinesa Alibaba comunicou que está a considerar cotar as suas ações na Bolsa de Valores de Nova Iorque, alvitrando o ressurgimento da confiança de um mercado com mais de duas décadas nas empresas tecnológicas. Esta possibilidade emerge como um ataque ao Mercado de Ações Nasqad que estava na corrida para receber as ações da

A chinesa Alibaba comunicou que está a considerar cotar as suas ações na Bolsa de Valores de Nova Iorque, alvitrando o ressurgimento da confiança de um mercado com mais de duas décadas nas empresas tecnológicas.

Alibaba

Esta possibilidade emerge como um ataque ao Mercado de Ações Nasqad que estava na corrida para receber as ações da Alibaba, um negócio que deverá constituir-se como a maior IPO num mercado de ações norte-americano.

A empresa revelou as suas ações serão vendidas sob o símbolo BABA, que para além de aludir ao nome da retalhista online, é uma repetição da palavra chinesa para número oito, ba, que na cultura do país é considerado um número da sorte.

Registar-se na Bolsa de Valores nova-iorquina significaria para a Alibaba, que em abril por avaliada por analistas em 168 mil milhões de dólares, posicionar-se no Top 3 das maiores empresas tecnológicas lá alistadas, ficando atrás da IBM e da Oracle.

Contudo, são múltiplos os fatores que poderão atuar como elementos retardadores da apresentação da proposta para a oferta pública inicial da Alibaba, como a debilitação do mercado.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor