Alcatel-Lucent despede funcionários

EmpresasNegócios

A Alcatel-Lucent confirmou os rumores que apontavam para uma nova fase no processo de reestruturação da empresa. Estão previstos dez mil despedimentos. O plano de reestruturação da Alcatel-Lucent prevê uma reorganização de áreas de negocio, a alienação de negócios não “core” e o reforço da aposta nas áreas onde a empresa é mais forte. Em

A Alcatel-Lucent confirmou os rumores que apontavam para uma nova fase no processo de reestruturação da empresa. Estão previstos dez mil despedimentos.

Picture of the lgo of Telecom equipmentO plano de reestruturação da Alcatel-Lucent prevê uma reorganização de áreas de negocio, a alienação de negócios não “core” e o reforço da aposta nas áreas onde a empresa é mais forte.

Em junho, quando foi conhecido o plano, não foram adiantados números concretos para a saída de funcionárias mas a medida foi confirmada pela empresa esta manhã.

Os cortes correspondem a 14 por cento da força de trabalho da empresa, atualmente com 72 mil colaboradores em todo o mundo. A Europa, Médio Oriente e África serão as regiões mais afetadas pela decisão, prevendo-se a saída de 4100 colaboradores. Na Ásia serão afetados 3800 colaboradores e nos EUA 2100. Ainda não há números sobre o impacto da medida em Portugal.

A Alcatel-Lucent enfrenta forte concorrência de fabricantes chineses, como a Huawei, que ao longo dos últimos anos conseguiram angariar uma forte participação no mercado das telecomunicações fixas e móveis.

O plano de reestruturação da empresa que resulta da fusão entre a Alcatel e a Lucent prevê uma redução de mil milhões de euros anuais nos custos operacionais até final de 2015. No mesmo período, a Alcatel-Lucent pretende encaixar mil milhões de euros em receitas com a venda de negócios não estratégicos e multiplicar a margem operacional do grupo por cinco até 2015.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor