AG anuncia Intelligent Business Operations Platform

EmpresasNegócios

O CEO da Software AG, Karl-Heinz Streibich, declarou durante a CeBIT que quer transformar o negócio em empresas digitais através da análise de dados de forma mais rápida e eficaz. O software da AG tem vindo a envolver-se com o Intelligent Business Operations Platform na CeBIT alegando que permitirá às companhias que se tornem em “empresas digitais”

steve_mccaskill-01O CEO da Software AG, Karl-Heinz Streibich, declarou durante a CeBIT que quer transformar o negócio em empresas digitais através da análise de dados de forma mais rápida e eficaz.

Software-AG

O software da AG tem vindo a envolver-se com o Intelligent Business Operations Platform na CeBIT alegando que permitirá às companhias que se tornem em “empresas digitais” onde podem tirar vantagens do aumento de dados para tomar decisões em tempo real para beneficiar seus negócios.

Falando na CeBIT em Hannover, Karl-Heinz Streibich alegou que todas as companhias têm de se tornar digitais para se manterem competitivas e falou em empresas “analógicas” caracterizadas por sistemas não flexíveis, ciclos de vida e políticas ambientais.

“A transação digital é quando se tem total visibilidade daquilo que se passa dentro e fora. Nem todas as companhias são já digitais, mas todas as companhias necessitam de se tornar digitais para que possam gerir com sucesso o paradigma atual de diferenciação relativamente à competitividade”, alegou Streibich.

IBO é um produto de três anos desenvolvimento interno e aquisições, onde se inclui a Terracotta, Apama, JackBe e o My-Channels. Foi construído sobre uma nova arquitetura in-memory que permite grandes volumes de dados para serem analisados em tempo real.

Pode combinar in-memory, processo de descoberta de históricos e monitorização de performance com dados de negócios operacionais, comportamento do mercado e requisitos individuais de cada cliente para detetar novos tipos de modelos de negócios que podem ser mostrado através de alertas de analítica visual.

A plataforma é integrada a outros serviços da Software AG, como a plataforma baseada em cloud Software AG Live e o WebMethods BPMS, plataforma de processos de negócio da companhia, que combinados com o IBO forma o iBPMS, o suite de gestão de processos de negócio inteligente, que pode predizer problemas e recomendar ações preventivas.

A empresa anunciou também a integração entre o seu ARIS e produtos Alfabet, produzindo uma nova plataforma que unifica processos de negócio com gestão de arquitetura, prometendo menores custos e tempos de reação mais rápidos.

A Software AG reclama o título de líder na digitalização das empresas e prevê que 80 por cento das suas receitas venham de serviços digitais em 2018. Streibach diz que a empresa está dois ou três anos à frente da indústria de TI, que continua a confiar no seu portfólio legacy.

Os usos potenciais para a nova plataforma incluem logística de embarque mais eficientes através da gestão e eficiência energética, assim como deteção de fraude como através do PayPal e detetar atividade desonesta por empresas financeiras como a CitiGroup.

O CTO Wolfram Jost declara que a digitalização da empresa não foi apenas sobre tecnologia, mas uma combinação de modelos de negócio e tecnologia, inspirado pelo Google e pelo Facebook que criaram “uma completamente nova forma de interação”.

As companhias tradicionais podem não ter produtos digitais, como a Mercedes que faz carros, mas eles usam canais digitais para vender os seus produtos, fazendo a transformação para muitos inevitáveis afirma: “Isto é algo que as empresas fazem, de outra forma não conseguem sobreviver neste ambiente”.

O Google e o Facebook também inspiraram a mobilidade e as funcionalidades de monitorização social do IBO, que Jost constata que mostraram quão básico o interface social deve ser.

Mas ultimamente, afirma Jost, a nova plataforma deve permite rápidas e melhores decisões.

“Se uma questão de TI leva mais de um segundo, você fica nervoso”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor