Aeroporto de Viracopos instala controlos biométricos da Vision-Box

Negócios

Já está a funcionar no aeroporto internacional de Viracopos, em São Paulo, o sistema de controlos fronteiriços automáticos da portuguesa Vison-Box. A solução implementada é a ABC eGates.

Viracopos é um dos principais centros de tráfego aéreo no Brasil, tendo processado o marco inédito de 10,3 milhões de passageiros em 2015. A implementação da solução da Vision-Box foi feita nas últimas semanas e consiste em controlos automáticos que verificam a autenticidade dos passaportes e fazem a verificação biométrica dos passageiros.

“No momento em que Viracopos atingiu o recorde histórico de movimentação de passageiros em um único ano, essa nova tecnologia chega para tornar a viagem pelo aeroporto ainda mais ágil, tranquila e segura”, resume o presidente do aeroporto, Gustavo Müssnich.

Uma das chaves deste sistema é que os utilizadores, desde que sejam maiores de idade e possuam um passaporte eletrónico brasileiro  não têm de interagir diretamente com os agentes da Polícia Federal. Também é muito mais rápido: a identificação é feita em segundos, comparando a imagem facial que está armazenada no chip do passaporte com a imagem ao vivo captada pelas câmaras.

O delegado federal Carlos Fagundes Vieira, responsável pela polícia do aeroporto de Viracopos, sublinha que a poupança de tempo no controlo fronteiriço é um ganho importante e que “o trabalho na entrada e saída dos brasileiros será mais rápido.” Em média, o controlo demora 15 segundos.

No que respeita à segurança, a Polícia Federal também está a usar o software de controlo remoto da Vision-Box, usando monitores à distância. Se houver uma situação anormal, as autoridades recebem um alerta imediato e os passageiros serão mantidos dentro da eGate – por exemplo, se duas pessoas entrarem em simultâneo numa eGate, ou se o sistema identificar o passaporte como tendo sido roubado.

“Tornar os processos de segurança cada vez mais fiáveis e automatizados é a grande tendência atual na indústria da aviação”, afirma o diretor geral da empresa portuguesa para a América Latina, Leidivino Natal da Silva. A solução instalada em Viracopos vai ao encontro dessa tendência, “para que o passageiro possa usufruir das áreas comerciais e outros atrativos do aeroporto.”


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor