Ações da América Móvil descem depois de estratégia europeia falhar

EmpresasNegócios

As ações da América Móvil desceram quase três por cento na sexta-feira depois da empresa de telemóveis ter relatado um baixo lucro e preocupações em relação ao investimento estratégico do milionário Carlos Slim. Numa conferência realizada na última sexta-feira, um dia depois da empresa ter apresentado os seus lucros, os analistas perguntaram repetidamente sobre os

As ações da América Móvil desceram quase três por cento na sexta-feira depois da empresa de telemóveis ter relatado um baixo lucro e preocupações em relação ao investimento estratégico do milionário Carlos Slim.

América MóvilNuma conferência realizada na última sexta-feira, um dia depois da empresa ter apresentado os seus lucros, os analistas perguntaram repetidamente sobre os planos da empresa da América latina em relação à Europa, isto depois de a empresa ter anunciado, na última semana, que não iria proceder à oferta pela empresa holandesa KPN.

Quando questionado sobre o que iria a América Móvil fazer com a sua parte na KPN, Daniel Hajj, Chief Executive da empresa, respondeu que “não temos de tomar uma decisão sobre isso… não temos qualquer pressa nesse assunto”. “A direção quer ter alternativas abertas para fazer o que achar melhor”.

Os investimentos da América Móvil na KPN e na Telekom Austria, feitos o ano passado, aumentaram a dívida e contribuiu para as despesas financeiras que reduziu os lucros do terceiro trimestre a metade. Alguns investidores estão preocupados que o investimento da empresa latino-americana na Telekom Austria, de quase 23 por cento, siga um trajeto similar ao investimento na empresa holandesa, onde um problema forçou a América Móvil comprar mais ações a um preço mais baixo para manter a sua participação. Daniel Hajj afirmou que não está informado de qualquer decisão da Telekom Austria sobre nenhum problema e tentou assegurar os analistas que a empresa austríaca era uma diferente proposta em relação à KPN.

As ações da América Móvil desceram 2,6 por cento para 13,23 pesos. A empresa tem comprado ações de forma agressiva para suportar os preços das ações este ano. Segundo o Chief Executive da empresa, a estratégia vai continuar.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor