Acionista denuncia BlackBerry por ocultar situação financeira

MobilidadeNegócios

Um investidor da BlackBerry decidiu tomar ações legais contra a empresa por considerar que esta mentiu ao explicar o seu estado económico. Em 2012 o panorama futuro da empresa era muito otimista, o CEO Thorsten Heins assegurava aos acionistas que o BlackBerry 10, lançado nesse ano, iria ser um êxito pois este já contava com

Um investidor da BlackBerry decidiu tomar ações legais contra a empresa por considerar que esta mentiu ao explicar o seu estado económico.

Blackberry-Directivos-de-Blackberry-contempla-la-venta-de-la-empresaEm 2012 o panorama futuro da empresa era muito otimista, o CEO Thorsten Heins assegurava aos acionistas que o BlackBerry 10, lançado nesse ano, iria ser um êxito pois este já contava com uma boa resposta perante os operadores e os criadores.

Um ano depois, a empresa canadiana acabou por admitir o desastre frente ao qual se encontrava. Com mais de mil milhões de dólares perdidos dado as baixas vendas do seu dispositivo móvel Z10, deu como resultado o despedimento de mais de um terço dos empregados e a posta em venda da BlackBerry.

O acionista Marvin Pearlstein, insiste em que foi enganado pelo CEO e o Diretor Financeiro Brian Bidulka, dado que faziam acreditar que os produtos iriam contar com uma nova plataforma que conseguiria levar a empresa a um melhor posicionamento do que tinham no momento.

Na sua declaração Pearlstein, expõe que a empresa “não estava no caminho de recuperação nem iria ressurgir como um dos líderes das indústrias das comunicações móveis” e alega que os diretivos fizeram subir os preços das ações e provocaram uma posterior queda das mesmas, por isso coloca-os como os principais responsáveis pelo engano e o capital perdido.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor