Accenture compromete-se a atingir a paridade de género em 2025

Negócios

A empresa de consultoria anunciou que pretende alcançar a igualdade de género, ao nível dos colaboradores da empresa, até 2025, antecipando os objetivos da Agenda 2030 da ONU.

“A diversidade fortalece o nosso negócio e aumenta a inovação e, o mais importante, faz com que o mundo se torne melhor”, referiu, em comunicado, Pierre Nanterme, Chairman e CEO da Accenture. “Com este novo objetivo de atingir a paridade laboral, enviamos uma mensagem importante aos nossos colaboradores e clientes: de que a nossa futura equipa de trabalho será igualitária”.

A empresa tem algumas metas traçadas, no que diz, respeito à igualdade do género e já atingiu alguns objetivos importantes como ter 40% de mulheres na sua força de trabalho, o que aconteceu  um ano antes do que estava previsto (2016), e promover uma maior percentagem de mulheres para cargos de Managing Directors, tendo chegado aos 30% em 2016.

Atualmente, a Accenture conta com 150.000 colaboradoras mulheres na sua equipa em todo o mundo e pretende que este número aumente e represente 50% da força de trabalho, dentro de 8 anos.

Neste âmbito, a Accenture implementou uma série de iniciativas e programas, como a criação de um programa de liderança executivo mundial para as mulheres mais séniores da empresa ou iniciativas de formação para mulheres que lhes permite adquirir novas competências. 

O programa de liderança, por exemplo, originou que 80% dos participantes, nos últimos seis anos, fossem promovidos ou aumentassem as suas áreas de responsabilidade.

Já o programa Women in Technology contribuiu para acelerar as carreiras profissionais de colaboradoras com competências técnicas, como por exemplo para o cargo de Technical Architect, uma posição que conta com muita procura e pouca oferta.

Além disso, a Accenture tornou pública a composição demográfica da sua equipa em muitos mercados e colabora com outras organizações para promover a igualdade de género no local de trabalho, como a White House Equal Pay Pledge, Paradigm for Parity, e Catalyst CEO Champions for Change, entre outras.

“Apoiamos a diversidade como fonte de criatividade e vantagem competitiva”, realça Ellyn Shook, Chief Leadership & Human Resources Officer da Accenture. ”Apesar de trabalharmos com base no objetivo de 50% em 2025, o objetivo final é criar um ambiente onde as pessoas tenham um sentimento real de pertença, no qual podem mostrar o que valem diariamente, ser elas mesmas e dar o melhor de si, tanto no âmbito profissional como pessoal”, acrescentou a executiva.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor