A Microsoft apresenta um “crescimento rápido” nas suas receitas de SaaS

EmpresasERP-SuitesFornecedores de SoftwareNegóciosProjetosService-ProviderSoftware
0 0 Sem Comentários

Ainda com um longo caminho a percorrer relativamente ao líder de mercado Salesforce, a Microsoft esforça-se para alcançar a liderança.

A Microsoft está a criar uma posição cada vez mais forte no mercado de Software-as-a-Service (SaaS), com um crescimento da sua quota de mercado em cerca de três por cento em 2015. No entanto, o prestador de serviços cloud Azure ainda tem um longo caminho a percorrer para alcançar a líder Salesforce, de acordo com a Sinergy Research Group. Ainda assim, a Microsoft apresenta um crescimento mais rápido nas suas receitas de SaaS do que a Salesforce, afirma a Synergy.

Mercado consolidado

“Em muitos aspetos, o serviço SaaS é um mercado mais consolidado do que outros mercados cloud como o IaaS (Infrastructure as a Service) ou PaaS (Platform as a Service)”, afirma John Dinsdale, um dos diretores de pesquisa da Synergy Research Group. “No entanto, mesmo para o SaaS, ainda é cedo em termos de adoção de mercado. É importante que os três grandes fornecedores de software – Microsoft, Oracle e IBM – estejam a apresentar um crescimento mais rápido em termos das suas receitas de SaaS do que o mercado geral e ainda assim, o serviço de SaaS contabiliza menos de oito por cento das suas receitas totais em termos de software.”

Em termos gerais, o mercado de SaaS cresceu cerca de 40 por cento em 2015, de acordo com os analistas de Nevada. O mercado deverá crescer o triplo até 2021, com a SAP, Adobre, IBM e Workday a atingir taxas de crescimento de cerca de 50 por cento em 2015.

Os produtos de SaaS da Microsoft incluem o Exchange Online, Sharepoint e Microsoft Dynamics CRM.

No último ano, Gartner afirmou que o mercado mundial do CRM cresceu 13,3 por cento em 2014, com a Salesforce a liderar com 18,4 por cento da quota global do mercado. A Microsoft apresentava 6,2 por cento do mercado do CRM, atrás da Oracle e SAP, estando à frente da IBM.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor