96% dos CEOs de tecnológicas são homens

Negócios

O país com a maior proporção de mulheres em cargos de CEO é a Índia, com 8%, seguido pelo Reino Unido e Austrália, com 5%. A representação das mulheres no topo da liderança das empresas é insignificante em países como Japão e Hong Kong. Embora a presença de mulheres seja cada vez maior no mundo

O país com a maior proporção de mulheres em cargos de CEO é a Índia, com 8%, seguido pelo Reino Unido e Austrália, com 5%. A representação das mulheres no topo da liderança das empresas é insignificante em países como Japão e Hong Kong.

CEO-1024x440

Embora a presença de mulheres seja cada vez maior no mundo dos negócios e da indústria de tecnologia, os homens ainda detêm os mais altos cargos nas empresas. Este é o principal destaque da pesquisa global realizada pela Qlik, revelando que 96% dos CEOs destas empresas são homens.

Para levar a cabo o estudo, a Qlik usou uma aplicação interativa chamada Where do CEOs Come From (De onde vêm os CEOs), com base na sua plataforma de business intelligence, QlickView. A app cruzou dados das empresas que compõem os índices FTSE 100 e 250 no Reino Unido com as informações das chefias de multinacionais da Ásia-Pacífico, Suíça e Alemanha, avaliando aspetos como o ano de nascimento, sexo, escolaridade e carreira de negócios.

Como é natural, verificou-se uma tendência para que os CEOs internacionais possuam grau de ensino superior. 92% são licenciados, com especial queda para áreas como Economia, Gestão ou Direito. Além disso, quase um quinto dos CEOs (18%) concluiu um MBA (Master in Business Administration). As universidades de Oxford, Cambridge e Harvard são as principais formadoras destes executivos.

Para dirigir uma empresa, a experiência é uma mais-valia. A idade média dos CEOs é de 54 anos e 14% mantiveram-se no cargo por mais de uma década.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor