Investigadora portuguesa chefia demonstração na Carnegie Mellon University

Negócios

Os dois robôs complementam-se, assim, em termos de navegação (CoBot) e manipulação (Baxter). 

O robô humanóide “Baxter”, construído pela Rethink Robotics, de Boston, nos Estados Unidos da América, já está na Carnegie Mellon University (CMU), para se unir ao atual “CoBot”, o robot desenvolvido pela equipa de Manuela Veloso, investigadora nas áreas de Inteligência Artificial e Robótica.

A investigadora portuguesa liderou, recentemente, uma sessão aberta de demonstração destes robôs, na CMU, dando o primeiro passo para um novo projeto de investigação, no qual os robots Baxter e CoBot possam trabalhar em conjunto.

O CoBot é um robô com grande mobilidade e, por isso, navega autonomamente nos edifícios da CMU, porém, não tem braços. Quando o CoBot precisa de transportar um objeto, pede para que uma pessoa ponha ou tire o objeto do seu cesto. O mesmo não acontece com o Baxter, pois este robô tem braços e é seguro para estar em ambientes com pessoas.

O objetivo primordial da investigação de Manuela Veloso inclui a intenção de ter o robô Baxter a colocar objetos no cesto do CoBot. Os dois robôs complementam-se, assim, em termos de navegação (CoBot) e manipulação (Baxter).


Autor: admin
Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor