Apple foi alvo de espionagem

EscritórioMac

Depois de empresas como o Facebook e a Microsoft terem confirmado a receção de pedidos de informações sobre os seus utilizadores, por parte do programa PRISM, chegou a vez de a Apple revelar que também havia sido alvo de espionagem, por parte de organizações governamentais dirigidas sob o coman

Depois de empresas como o Facebook e a Microsoft terem confirmado a receção de pedidos de informações sobre os seus utilizadores, por parte do programa PRISM, chegou a vez de a Apple revelar que também havia sido alvo de espionagem, por parte de organizações governamentais dirigidas sob o comando de Barack Obama.

A gigante norte-americana confirmou que entre janeiro e maio deste ano recebeu cerca de cinco mil pedidos de informações sobre os seus clientes, porém, sublinha que a maioria estava relacionada com questões criminais ou até mesmo preventivas.

A Apple afirma em comunicado que «normalmente recebemos pedidos da polícia que tentam investigar roubos ou outros crimes, que procuram uma criança desaparecida ou tentam encontrar um doente com Alzheimer, ou mesmo em casos que procuram evitar que alguém se suicide».

Estes casos estão a gerar uma grande polémica nos Estados Unidos da América, onde o programa PRISM tem sido fortemente criticado pela população. 


Autor: admin
Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor