O que fazer em caso de ausência prolongada? A Atlantic dá algumas dicas

InovaçãoTecnologia Verde

A especialista em soluções de conforto térmico para AQS e Aquecimento Atlantic Portugal divulgou práticas a nível de poupança energética para quem tem uma segunda habitação.

Para se sentirem tranquilos quando saem da sua segunda residência, os proprietários terão apenas de seguir os seguintes passos:

O que desligar e o que deixar ligado na segunda residência?

  • Começar por desligar os diferenciais e interruptores que não serão usados na ausência e dispositivos como o despertador, a televisão ou a aparelhagem.
  • Desligar o termoacumulador elétrico e a torneira de entrada de água fria e cortar também o fornecimento de gás, caso tenha gás canalizado.
  • Proprietários que tenham uma bomba de calor para água quente sanitária, como o modelo Explorer, não necessitam de desligá-la. Utilizar o modo “Férias” e programar o equipamento em função do seu regresso será suficiente.
  • Se o proprietário possuir emissores programáveis com detetor de presença, como o novo emissor inteligente Oniris, os equipamentos entrarão em modo de consumo reduzido. Os emissores entrarão de novo em funcionamento quando detetarem a presença humana. Caso os emissores não estejam equipados com detetores de presença, deverão ser colocados em modo de consumo ECO para evitar a formação de gelo na tubagem.
  • A humidade e os maus odores podem ser evitados se o sistema de ventilação estiver ligado e programado para várias fases do dia.

Mais conselhos importantes na hora de deixar a segunda residência

  • No inverno, o fechar das persianas protege a habitação do gelo, da humidade e das intempéries em geral.
  • É importante não cortar a água quando se sai de casa. O facto de cortar a água poderá fazer com que as canalizações congelem, pelo que é preferível deixar a água aberta.
  • Caso o proprietário tenha amigos ou familiares na região, será importante pedir-lhes para abrirem a casa de vez em quando. Retirar a correspondência da caixa de correio regularmente permite demonstrar que a casa está habitada e diminui as possíveis tentativas de roubo.

O que fazer no regresso a casa?

  • O proprietário deve voltar a ligar interruptor por interruptor. Assim, poderá verificar passo a passo se está tudo a funcionar bem e, em caso de avaria, compreenderá facilmente de onde provém a mesma.
  • Abrir a torneira geral da água é fundamental, esvaziando a água presente nas tubagens e fazendo-a correr entre 30 segundos a um minuto.
  • Colocar todos os equipamentos em funcionamento, um por um. As caldeiras de gás ou de combustível devem ser ligadas com cuidado no momento, controlando bem a pressão do circuito de aquecimento.
  • Ter um conforto térmico no regresso à segunda residência é essencial. Os sistemas de controlo remoto serão úteis nesse aspeto, como é o caso do novo ARC da Atlantic, que permite gerir e supervisionar à distância o conforto térmico da casa.
  • Por último, é importante ventilar bem a segunda residência, abrindo todas as janelas durante 15 ou 20 minutos.

Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor